Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021
EDUCAÇÃO

Matrícula para curso de medicina da UEMS pode ser feita até dia 26 de abril

21 abril 2021 - 12h30Por Portal Governo MS

As matrículas para aprovados no curso de medicina da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) já podem ser realizadas e serão realizadas de forma remota, via e-mail m.medicina.campogrande@uems.br.

Para garantir a vaga, o candidato deve realizar a inscrição até até às 23h59 do dia 26 de abril de 2021. Segundo a Diretoria de Registro Acadêmico da UEMS, candidatos classificados na 1ª Chamada do Processo Seletivo Vestibular UEMS (PSV-UEMS2021) e 1ª Chamada do Processo Seletivo Permanente UEMS 2021 (PSPUEMS-2021), nos sistemas de concorrência de vagas gerais, indígenas, residentes do Mato Grosso do Sul e negros podem efetuar matrícula para o preenchimento de vagas , na modalidade presencial, para o ano letivo de 2021, com início em agosto de 2021.

O candidato convocado para efetuar a matrícula deverá encaminhar ao e-mail da Coordenadoria do Curso os seguintes documentos:

a) Formulário Requerimento de Matrícula Inicial – CURSO DE MEDICINA – PROCESSO SELETIVO 2021 (Anexo VI, também disponível no link1 ), preenchido (à mão ou digitalmente) e assinado;

b) Cópia dos documentos relacionados no item 2, preferencialmente digitalizadas em formato pdf e arquivo único na ordem indicada;

c) Cópia do comprovante do envio dos documentos via postal com Aviso de Recebimento – AR (Correios).

O candidato deverá encaminhar as cópias dos documentos previstos no item 3, via postal com Aviso de Recebimento (AR) para o endereço do Curso/Unidade, constante no Anexo I, dentro do período de realização de matrícula.

Confira mais detalhes em: http://www.uems.br/assets/uploads/ingresso/formas/1_2021-04-19_14-50-20.pdf

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Segunda etapa da vacinação contra influenza começa na próxima semana
CRIME AMBIENTAL
PMA de Bonito e Iagro autuam dono de chácara em R$ 2,6 mil por criação ilegal de javalis
SAÚDE
Pesquisa revela que 1,3 mil municípios ficaram sem segunda dose
Número representa 45% das prefeituras que responderam à sondagem
MS
Ex-marido acusado de feminicídio vai a júri popular