Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
MEIO AMBIENTE

MS tem mais dois decretos de emergência por causa da seca e geada

14 julho 2021 - 08h45Por Portal Governo MS

Diante do pior cenário de seca hidrológica na porção alta do Rio Paraná, desde 1981, e das recentes geadas, o governador Reinaldo Azambuja publicou mais dois decretos no Diário Oficial desta quarta-feira (14), declarando situação de emergência pelo prazo de 180 dias em Mato Grosso do Sul.

O governador destaca que a seca, por exemplo, já acarretou em prejuízos na geração de energia. “A geada afetou muito algumas regiões e a seca foi extremamente danosa. Acho que os decretos de situação de emergência ajudam, criando uma rede de proteção, e ajuda o Estado a ter umas tomadas de decisões e apoio aos setores mais afetados”, disse.

O primeiro decreto de situação emergência, pela seca, considera notas e resoluções, entre elas uma do Centro Nacional de Monitoramento de Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), que aponta para seca classificada como “severa” a “excepcional” com duração de mais de 24 meses. A nota informativa da reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) que avaliou as condições de suprimento energético do Sistema Interligado Nacional, e prevê a situação ainda persistente nos próximos meses, especificamente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, também foi considerada.

O segundo decreto leva em conta as geadas que atingiram algumas regiões de Mato Grosso do Sul entre 28 de junho e 1° de julho, conforme relatório da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), e afetou uma área de aproximadamente 420 mil hectares, o que corresponde a 21% da área plantada no Estado e também 30,2% da área cultivada do MS, conforme dados do Projeto SIGA/MS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Adolescentes maiores de 12 anos precisam portar RG em viagens
POLÍTICA
Sem coligações, CCJ do Senado aprova PEC da reforma eleitoral
INOCÊNCIA
Polícia Militar prende homem que agrediu com uma marreta e pedaço de madeira a própria mãe idosa
SAÚDE
Fiocruz recebe lote de IFA para produção de vacinas