Menu
Busca quarta, 23 de junho de 2021

Na reunião do GGIF vereadores pedem mais homens e melhores salários

Vereadores participam de reunião do GGIF e cobram mais homens e melhores salários para região de fronteira

11 maio 2012 - 21h14
Divulgação (TP)

Os vereadores Herman Vargas (PSB) e a vereadora e professora Dulce Manosso (PSDB) participaram da reunião do Gabinete de Gestão integrada de Fronteira (GGIF) na manhã de quarta-feira (9) no plenário da Câmara de vereadores e foram informados sobre os resultados das operações realizadas pelos organismos policiais na região de fronteira.

O Coronel PM Geraldo Garcia Orti explanou sobre as ações a serem realizadas pela SEJUSP para o reaparelhamento dos órgãos estaduais de segurança pública na fronteira.

Dos R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais) a serem investidos, o estado de Mato Grosso do Sul entrará com R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) e mostrando os valores de distribuição de recursos baseado no decreto nº 7496.2011, a aplicação será para a montagem de uma estrutura para o GGIF; fortalecimento o DOF, implantação do núcleo de inteligência da PM e PC; aprimoramento de estrutura operacional das unidades regionais de pericia; estruturação de unidades da Policia Rodoviária Militar Estadual; reaparelhamento de centros integrados de segurança e fiscalização (PM e PC) sendo beneficiados as cidades que fazem parte da fronteira que são o CIOPS (Ponta Porã, Corumbá e Dourados); distribuição rigorosa entre as corporações de viaturas policiais; além de destacar as operações já realizadas desde a instauração do GGIFron de ambos pólos, seja de Ponta Porã e Corumbá, fomentando a união das forças de segurança pública nacionais e do Paraguai; também será criado mais um pólo do GGIFron que será na cidade de Navirai.

Falando a nossa reportagem, o vereador Herman Vargas (PSB) considerou importante o fato de divulgação das verbas que estão vindo e como serão aplicadas na segurança da fronteira.

“Também penso que deveria ser desenvolvido um programa para tirar jovens viciados das ruas de nossa cidade e levados para um centro de recuperação de viciados, oferecendo a eles a possibilidade de se recuperarem deste vício maldito”, afirmou Herman Vargas.

“O investimento que a União e o Estado farão nas forças de segurança será muito importante para nossa região, mas o que ficou claro mais uma vez é que continuará faltando investimento humano, ou seja, precisamos de mais homens para nos proteger”, afirmou a vereadora Dulce Manosso.

A vereadora Dulce também cobrou um adicional diferenciado no soldo dos policiais na área de fronteira, tanto para os policiais militares quanto para os policiais civis e também que os concursos sejam regionalizados. “Quando a pessoa faz o concurso para região de Ponta Porã terá que ficar aqui pelo menos 3 anos para poder reforçar a segurança na cidade”, afirmou a vereadora.

“Gostaria que o governo pensasse em fazer um seguro de vida para os policias, pois hoje, se os policiais querem fazer um seguro de vida, tem que fazer do próprio bolso. Vamos esperar que isso aconteça e inclusive pedi que essa proposta fosse constada em ata, pois a ata da reunião será levada para Brasilia”, finalizou Dulce Manosso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19
BATAGUASSU
Polícia Civil realiza orientações e verificações preventivas em parceria com PRF
CORONAVÍRUS
Sistema de Regulação aponta que de 10 internados em UTI em Campo Grande, 8 são do próprio município
COSTA RICA
Polícia Civil prende em flagrante traficante de drogas pela quarta vez em menos de 2 anos