Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
INFRAESTRUTURA

Para atender região de fronteira, governo assina contrato para obra de R$ 45 milhões na MS-270

01 março 2021 - 13h30Por Portal MS

Para investir e melhorar o escoamento da produção na região de fronteira, o governo assinou contrato para obra de asfalto de 35,56 quilômetros na rodovia MS-270, que se trata de um trecho entre o Copo Sujo e o distrito de Cabeceira do Apa, em Ponta Porã. O projeto vai custar R$ 45,3 milhões aos cofres públicos.

O trecho da pavimentação será entre as rodovias MS-164 e MS-166, na região de fronteira, que vai melhorar o acesso e facilitar o tráfego. “São importantes investimentos em logística e infraestrutura que dão competitividade aos produtores sul-mato-grossenses. Melhoram as condições de produção de todos, do pequeno, médio e grande produtor, assim como dos assentados”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

A assinatura do contrato foi publicada nesta segunda-feira (1), no Diário Oficial do Estado. A Construtora Artec S/A foi a empresa escolhida para realizar o projeto, tendo um prazo de 22 meses para concluir a obra, após a ordem de serviço expedida pela Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).

A obra será realizada pelo governo com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul). A licitação foi lançada no dia 12 de agosto, com custo previsto de R$ 49,36 milhões. Após a fase licitatória, este valor caiu para R$ $ 45.358.671,03.

O projeto se trata de uma demanda antiga dos moradores da região, que requisitam a pavimentação neste trecho, para melhorar o acesso e tráfego de veículos.  O investimento faz parte do programa “Governo Presente”, onde o governador ouviu os pedidos das lideranças dos 79 municípios, e assim definiu suas prioridades no pacote de obras até 2022.

A obra neste trecho faz parte dos investimentos estaduais na região fronteiriça, que ainda inclui mais duas obras de pavimentação, sendo 10,36 km na MS-382 e 23,76 km na MS-166, do município de Antônio João até o distrito da Cabeceira do Apa. As três (obras) juntas somam quase R$ 100 milhões de aporte financeiro.

“Um governo responsável não se lembra dos municípios apenas quando precisa deles ou na hora da eleição. Mesmo em tempos de crise, nossa gestão continua parceira dos municípios com obras e serviços importantes para melhorar a qualidade vida da nossa gente”, declarou o secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel.

Produção e turismo

Prefeito Hélio Peluffo (Foto: Prefeitura Ponta Porã)

O prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo Filho, destacou que esta obra é uma das mais importantes dos últimos 20 anos na região. “A região da Cabeceira do Apa que antes tinha predomínio de pecuária, agora começou a avançar com a agricultura e o agronegócio, tendo um dos melhores climas para produção de soja”, revelou.

Ele descreveu que os investimentos na produção e agricultura cresceram na região e que por isso a obra será importante para ajudar no escoamento. “Serão abertos mais 16 mil hectares (região), além da iniciativa privada que está investindo, em um local que é um dos mais altos do Estado, com clima adequado”.

Peluffo ainda citou que o turismo da região será favorecido, com turistas do Paraná escolhendo seguir por esta rota para chegar a cidades como Porto Murtinho (pesca), e Bonito (ecoturismo). “Eles vão preferir vir pela Cabeceira do Apa que terá uma estrada em boas condições e ainda vai encurtar a distância”.

Mais uma ponte           

O governo estadual também assinou contrato para construir mais uma ponte de concreto, desta vez a estrutura será armada sobre o Rio Piripucu, que fica na cidade de Bela Vista. A empresa Belter Construções e Transportes foi a escolhida para realizar o projeto, que terá o investimento de R$ 2,55 milhões.

A ponte será feita na rodovia MS-472, tendo 50 metros de comprimento e 10 (metros) de largura. A empresa terá o prazo de sete meses para concluir a obra, que também será realizada com recursos do Fundersul.

Desde o começo do mandato, o governador colocou a troca de pontes de madeira por concreto como uma das prioridades da gestão. Por meio do programa “Mais Pontes” já foram construídas 96 (pontes), 18 estão em execução e 12 na fase de licitação. A expectativa é que sejam entregues 163 (pontes) até o final de 2022. 

Além de Ponta Porã, Bela Vista também receberá obra de infraestrutura

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Camionete que seguia para Campo Grande com mais de uma tonelada de maconha foi recuperada pelo DOF
ECONOMIA
Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix
MEIO AMBIENTE
PMA realiza orientação em 61 propriedades rurais em prevenção aos incêndios
ECONOMIA
Prazo para contestar auxílio emergencial negado no dia 10 acaba hoje