Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
Polícial

Polícia estoura 'fábrica' de chupa-cabra e trio diz que 'foi aventura que não deu certo'

23 janeiro 2015 - 20h35Por Fonte: midiamax
Três homens foram presos em um hotel na manhã desta sexta-feira (23) fabricando dispositivos ‘chupa-cabra’ para realizar fraudes em caixas eletrônicos de Campo Grande. Os autores vieram de São Paulo para ‘experimentar’ o método e alegam que a ação foi uma “aventura que não deu certo”.

De acordo com o delegado titular da Derf (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubos e Furtos), Luis Alberto Ojeda, durante uma investigação paralela, em um hotel na saída para São Paulo, os policiais encontraram os envolvidos fabricando os dispositivos, que mais tarde seriam usados para furtar envelopes de depósitos em agências bancárias da região.

Silvio Aparecido Ribeiro, de 43 anos, Robson Moreira de Lima, de 34 anos e Denis José Barbosa, de 37 anos, foram presos por associação criminosa. Para a imprensa os homens relataram que estavam na Capital de passagem quando tiveram a ideia de tentar o golpe, 'por curiosidade'.

Então, foram até uma loja e compraram os materiais necessários para o dispositivo por R$ 300. Após a fabricação, testariam o método às 19 horas em uma agência próxima ao hotel.

“Viemos para Campo Grande visitar a família de um amigo que faleceu e aí tivemos a ideia. Vimos como se faz na internet, tem vários lugares que mostram como fazer e estávamos terminando quando prenderam a gente”, conta Robson, que em São Paulo é dono de uma lanchonete.

Os três, que afirmam ser vizinhos e amigos de infância, asseguraram que se não fossem pegos pela polícia, seria a primeira vez que praticariam o crime, ao contrario do que já foi investigado pela Derf. “Em conversas eles já confessaram ter praticado o crime antes e afirmaram ter vindo para Campo Grande com a intenção de realizar a fraude. Agora vamos investigar se eles já fizeram isso aqui no Estado”, diz Ojeda.

Além dos dispositivos foi apreendida uma quantidade em dinheiro, que os autores alegam ser deles. Dos três, apenas Denis possui passagem na polícia. “Estamos arrependidos, vim me aventurar, foi um momento de besteira” conclui o motorista Silvio.

‘chupa-cabra’

Durante a ação, os bandidos fingem que vão realizar depósitos e instalam o ‘equipamento’: um para as máquinas que puxam o envelope para cima (que são feitas com linhas) e outro para as que puxam para baixo.

O caixa apresenta erro e mais tarde os envolvidos retiram os envelopes com o auxilio de uma chave de fenda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Pão francês só poderá ser comercializado por quilo, a partir de junho
NOVA ALVORADA DO SUL
Policiais civis prendem suspeito de homicídio
CORUMBÁ
Polícia Militar prende dupla por tentativa de assalto a mão armada
DOURADOS
Jovem é preso com veículo roubado após denúncias de furto