Menu
Busca domingo, 20 de junho de 2021

Objetivo é qualificar e preparar os profissionais que trabalham com a educação infantil no município.

Objetivo é qualificar e preparar os profissionais que trabalham com a educação infantil no município.

26 abril 2012 - 10h46
Divulgação (TP)

Ponta Porã debateu na última semana o projeto piloto de formação continuada para atuação na educação infantil na fronteira Brasil e Paraguai. O município é um dos dois brasileiros contemplados pelo projeto de capacitação dos profissionais da educação infantil desenvolvido em 22 países pela OEI- Organização dos Estados Ibero-americanos.


O projeto foi apresentado recentemente aos profissionais que atuam nos CEINFs mantidos pela Prefeitura, no Centro Internacional de Convenções.


O projeto que atende 22 países, com objetivo específico de melhorar a oferta da educação infantil, é voltado para crianças de 0 a 6 anos, qualificando os profissionais educadores e agentes responsáveis pelo cuidado, proteção e desenvolvimento da infância.


Os profissionais tiveram a oportunidade de assistir uma palestra com a mestre em educação e assessora pedagógica, Elisabet Ristow. A representante da OIE, que interagiu com os educadores, debateu sobre vários temas voltados para as melhores práticas educativas a serem destinadas as crianças que são atendidas nos CEINFs do município.


Para a secretária de educação, Joelma de Fátima do Nascimento Moura, o evento realizado em prol da educação infantil é de extrema importância para o futuro da fronteira. “É uma grande oportunidade para todos que atuam na educação infantil. A palestra com a professora Elisabet Ristow foi uma grande oportunidade de qualificação. Temos que preparar nossos profissionais, para que nossas crianças tenham a melhor educação desde os primeiros anos de vida. Esse trabalho vai continuar. Todos os professores que estão na educação infantil vão continuar sendo capacitados e qualificados durante todo ano. O futuro da educação infantil está sendo garantido com o trabalho que estamos realizando”, declarou Joelma.


Ela informou que as atividades serão desenvolvidas por 10 tutores que estarão atuando nos Centro de Educação Infantil. A representante da OIE estará na cidade uma vez por mês, acompanhando o desenvolvimento do projeto. A previsão é que as atividades sejam encerradas em novembro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Brasil recebe lote de vacinas da Pfizer pelo consórcio Covax Facility
SAÚDE
Brasil registra 17,9 milhões de casos de covid-19 e 501,8 mil mortes
PONTA PORÃ
Durante atendimento de perturbação do sossego, Polícia Militar prende foragido da justiça
REGIÃO
Polícia Militar prende trio feminino por tráfico de drogas