Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
DEFESA DO CONSUMIDOR

Procon-MS divulga nova pesquisa de variação de preços dos produtos da Cesta Básica

22 setembro 2021 - 16h00Por Portal Governo MS

A Superintendência para a Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS), órgão vinculado à Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), divulgou, nesta quarta-feira (22), a pesquisa de preços da Cesta Básica, referente ao mês de setembro, revelando variação de até 142,86% em alguns itens.

Conforme o levantamento, a maior variação de preço foi a do fósforo Fiat Luz Pinheiro, com 10 caixas de 40 palitos, que no Fort Atacadista estava sendo comercializado a R$ 3,29 e no Extra, a R$ 7,99. O produto com menor variação de preço foi o feijão Kicaldo, com 5,41%. No Atacadão e Carrefour, o produto custava R$ 7,79, e no Fort Atacadista, R$ 7,39.

Dos produtos de limpeza, a esponja de aço Assolan 60G foi a que apresentou maior variação, com 131,78%. No Supermercado Nunes custava R$ 2,99 e no Pag Poko R$ 1,29. A menor variação foi a do detergente líquido Minuano 500 ml, que apresentou 20,10%. O Assaí estava comercializando a R$ 2,39, sendo que o mesmo produto custava R$ 1,99 no Mercado do Produtor e Duarte.

Dos 144 itens alimentícios pesquisados, quatro obtiveram mais de 100% de aumento. Já os de limpeza, dos 25 produtos, dois obtiveram mais de 100% de aumento. Para que um item entre na análise de variação de preços é necessário que o mesmo produto seja comercializado em, no mínimo, três estabelecimentos pesquisados.

“A pesquisa é muito importante para o consumidor! Tendo o hábito de pesquisar, o consumidor fortalece a relação de consumo, bem como aquele fornecedor que oferece o melhor preço e traz economia  para o seu orçamento doméstico”, comentou o superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão.

O levantamento foi realizado entre os dias 8 e 15 de setembro de 2021, em 19 estabelecimentos comerciais de Campo Grande. Clique aqui e confira a pesquisa na íntegra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Ministério da Saúde já está desabilitando leitos de terapia intensiva
SAÚDE
Mais de 18 milhões de brasileiros que já deveriam ter tomado a segunda dose da vacina contra a covid
ECONOMIA
Arrecadação federal cresce 12,9% e bate recorde em setembro
CAMPO GRANDE
Polícia Civil cumpre Mandado de Prisão contra autor de Homicídio Tentado