Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
Ponta Porã

Saúde realiza ações no Dia Mundial de Luta Contra Hanseníase

Ações visam informar e esclarecer a população sobre a doença. Diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento

20 janeiro 2015 - 08h23Por Assessoria


A Prefeitura Municipal de Ponta Porã, através da Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância Epidemiológica, realizará ações para lembrar o dia mundial de luta contra a Hanseníase, que será realizada na sexta-feira, dia 30 de janeiro, na Praça Lício Borralho, no centro da cidade.

Nessas ações, as equipes da Saúde, estarão realizando exames para diagnosticar novos casos de hanseníase e conscientizar os pacientes de que é uma doença totalmente curável, além de esclarecer dúvidas sobre a doença para qualquer cidadão.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Dr Eduardo Rodrigues, as ações visam informar e esclarecer toda a população sobre os sinais e sintomas da doença, sobre a importância de um diagnostico precoce, a adesão ao tratamento e conseqüentemente a cura e o segmento de uma vida saudável e normal “serão distribuídos panfletos informativos, orientando que qualquer cidadão poderá eventualmente identificar a doença e comparecer a um posto de saúde mais próximo de sua residência para exames e tratamento que é totalmente gratuito” manifestou.

Sintomas:

• Manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou acastanhadas, em qualquer lugar do corpo.

• Manchas que não doem, sem pelos e sem sensibilidade.

• Caroços

• Áreas da pele, mesmo sem manchas, são dormentes ou formigam.

• Manchas são mais freqüentes na face, orelhas, costas, braços, pernas e nádegas .

A hanseníase é uma doença infectocontagiosa que ataca os nervos e a pele, e pode ainda afetar outros órgãos como fígado, testículos e olhos. A doença tem tratamento e cura, mas, com diagnóstico tardio e sem tratamento adequado, pode evoluir para graves deformações em áreas do corpo.

Uma pessoa que apresente a forma infectante da doença e que esteja sem tratamento, poderá transmiti-la a outras pessoas com quem tenha contato direto e prolongado. Assim que o tratamento é iniciado, a doença deixa de ser transmitida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Novos leitos de UTI são disponibilizados na Capital, em Dourados e Três Lagoas
PONTA PORÃ
Veículo que seguia para Brasília com maconha foi apreendido pelo DOF
SAÚDE
Sancionada lei sobre remessa de patrimônio genético ao exterior
CORONAVÍRUS
MS participa de consórcio para compra de 28 milhões de doses de vacina contra Covid-19