Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
MAIO LARANJA

Saúde realiza web aula sobre atendimento às vítimas de violência sexual

24 maio 2021 - 17h00Por Portal Governo MS

A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MS) realiza na próxima quarta-feira (26), às 9 horas, a Web Aula: ‘Violência Sexual: Em Busca de Uma Atenção Organizada e Resolutiva’. O objetivo é ressaltar a importância do atendimento feito às vítimas, logo após sofrerem agressões sexuais, para que sejam ministrados medicamentos necessários para a prevenção de doenças e gravidez. O evento é alusivo a Campanha Maio Laranja e será destinado a profissionais de saúde e de outras áreas afins.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, participa da abertura deste evento e ressalta que a violência sexual deve ser tratada com mais atenção. "É preciso estar atento porque há vários tipos de violações que são claramente visíveis. Mas a violência sexual, não. Na maioria das vezes, é silenciosa. Assim, o abuso e a exploração sexual é crime e precisa ser denunciado”.

Para a palestrante, a socióloga da SES, Jadir Dantas, a campanha tem como escopo incentivar a realização de atividades para conscientizar, prevenir, orientar e combater o abuso e a exploração sexual de mulheres, bem como crianças e adolescentes. “A proposta é tirar o tema da invisibilidade, informando, sensibilizando, mobilizando e convocando toda a sociedade a participar da causa em defesa dos direitos de todas as mulheres e de crianças e adolescentes que também são vítimas. Estima-se que no caso delas, apenas 10% são notificados às autoridades".

Desta forma, o abuso ou exploração sexual é crime. A principal diferenciação é o fator lucro. Enquanto o abuso sexual é a utilização da sexualidade de uma mulher e como também de criança ou adolescente para a prática de qualquer ato de natureza sexual, a exploração é mediada por lucro, objetos de valor ou outros elementos de troca. Denúncias podem ser feitas pelo Disk 100 ou 190.

A SES realiza ações que visam combater à violência e exploração sexual por meio da sensibilização de meios de comunicação; web-aula principalmente que acontece na próxima quarta-feira (26/05); construção do Protocolo para Atenção às Vítimas de Violência Sexual; participação em discussões nos espaços – Comissões; fortalecimento da Rede de Atenção e a elaboração de vídeo voltada à população, sobre a obrigatoriedade do SUS para o atendimento às vítimas de violência sexual.

Minuto Seguinte

Em Mato Grosso do Sul, a “Lei do Minuto Seguinte” (Lei 12.845/13), de âmbito nacional, garante o atendimento imediato, emergencial e integral a todas às vítimas de estupro pelo Sistema Único de Saúde (SUS) disponibilizando os seguintes serviços: diagnóstico e tratamento das lesões físicas no aparelho genital e nas demais áreas afetadas; amparo médico, psicológico e social imediatos.

Garante ainda a facilitação do registro da ocorrência e encaminhamento ao órgão de medicina legal e às delegacias especializadas com informações que possam ser úteis à identificação do agressor e à comprovação da violência sexual.

Além da realização de medidas preventivas para evitar gravidez e das Infecções Sexualmente Transmissíveis – IST e a coleta de material para realização do exame de HIV para posterior acompanhamento e terapia. A lei ainda prevê o fornecimento de informações às vítimas sobre os direitos legais e sobre todos os serviços sanitários disponíveis.

Sobre a Web Aula

A Web Aula será realizada pela socióloga da Rede de Atenção Básica da SES Jadir Dantas e pelo médico ginecologista do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, Ricardo dos Santos Gomes. O evento será realizado por meio da plataforma do Telessaúde. Faça sua inscrição aqui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação
SAÚDE
Inmet alerta para onda de calor e umidade abaixo de 12% em Mato Grosso do Sul
REGIÃO
Polícia Militar prende dois homens por Tráfico de Drogas
JUSTIÇA
Justiça do Trabalho inicia Semana Nacional de Conciliação