Menu
Busca terça, 13 de abril de 2021

Veículos que não trocarem extintor serão multados a partir de quinta

Veículos que não trocarem extintor serão multados a partir de quinta

30 dezembro 2014 - 07h45Por CG News
Veículos que circularem sem extintor de incêndio com carga de pó ABC a partir de 1 de janeiro de 2015 serão multados em R$ 127 e o proprietário receberá cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). É o que determina a resolução 333 do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).



O equipamentos anti-incêndio tipo ABC é capaz de combater o fogo também em objetos de plástico e tecido, enquanto o tipo “BC”, encontrado nos veículos mais antigos, coíbe o fogo somente em materiais líquidos inflamáveis e em materiais energizados, como baterias.

Como a resolução é de 2009, os veículos semi-novos já devem ter sido fabricados com o novo equipamento anti-incêndio. No entanto, os veículos mais antigos, cujos motoristas costumam deixar para a última hora as adequações exigidas na legislação de trânsito, devem ficar atentos. O custo médio do extintor ABC é de R$ 85.

Conforme o taxista Ricardo Samaniego, 53 anos, a medida serve para que as pessoas cumpram a lei. “Acredito que a medida vai servir para as pessoas fazerem o que é certo. Já pensou em caso de acidente, como é que a pessoa vai fazer se tiver extintor inadequado, em caso de incêndio. No Brasil as pessoas precisam não entendem que precisam fazer certo,nem quando estão velhas, então só multando mesmo para o povo aprender”, explicou.

O taxista que há 10 anos trabalha em um ponto de táxi na Avenida Afonso Pena disse que a maioria das empresas já estão fazendo as modificações. “Em janeiro toda a frota de veículos da empresa onde trabalho será renovada. A partir daí os carros já irão vir com os extintores adequados”, destacou.

O lavrador José Lopes, 73, é a favor da alteração na lei de trânsito. “As leis são modificados exatamente para coibir os acidentes que só crescem nas vias de todo o Brasil. As pessoas tem que respeitar a mudança”, comentou.

Por outro lado, para a técnica de informática Marta Pereira da Silva, 42, a medida é mais uma forma de “arrancar dinheiro dos motoristas”. “É mais um jeito deles roubarem da gente. Já vamos ter que mudar placa de carro no ano que vem, agora mais essa. Acho um absurdo”, finalizou.

A resolução é válida em todo o território nacional e inclui carros de passeio, utilitários, camionetas, caminhonetes, caminhão, ônibus, micro-ônibus e triciclos de cabine fechada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO HÓRUS
Veículo furtado com quase meia tonelada de maconha foi recuperado pelo DOF
EDUCAÇÃO
Prouni: MEC abrirá em maio inscrições para bolsas remanescentes
JUTI
Polícia Militar apreende veículo com chassi adulterado
COTAÇÃO
Dólar fecha acima de R$ 5,70 em meio a incertezas políticas e fiscais