Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021
AGEPEN

Visitas em presídios de MS continuam suspensas até 26 de abril

13 abril 2021 - 11h15Por Portal Governo MS

Como forma de prevenção à proliferação da Covid-19 no ambiente carcerário, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) prorrogou até o dia 26 de abril de 2021 a suspensão de visitas presenciais nas unidades penais de Regime Fechado de Mato Grosso do Sul. O novo prazo foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (13.4).

A decisão tem como objetivo priorizar a saúde dos reeducandos, servidores e familiares. Além disso, considera o expressivo aumento do número de pessoas infectadas pelo coronavírus, em todos os municípios do estado, e o alto índice de ocupação dos leitos especializados neste tratamento.

A operacionalização das visitas sociais virtuais continuará sendo uma alternativa para priorizar o contato familiar durante o cumprimento de pena de homens e mulheres em situação de prisão.

Também estão interrompidas as atividades de assistência religiosa e ações das instituições cadastradas nesta autarquia.

A suspensão atende diretrizes do Ministério da Saúde, do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e a recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), tendo em vista a vulnerabilidade da população em situação de encarceramento.

A Agepen mantém os cuidados preventivos nos casos de entrada de novos custodiados, que passam por triagem preliminar. Em casos de suspeita, o interno recebe atendimento médico e é isolado da massa, se necessário. Testagens em massa também vêm sendo realizadas, bem como o isolamento e acompanhamento sistemático do quadro de saúde dos casos positivados.

No universo de 20.185 presos em todo o estado, foram registrados cerca de 20% de casos confirmados de coronavírus. “Isso se dá ao fato de realizarmos testagens constantes nos apenados, bem como, responsabilidade e transparência nas informações. Nosso objetivo é combatermos a disseminação da Covid-19 com a detecção precoce, de forma a efetivar o tratamento imediato e o não agravamento da doença”, explica o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves.

Mais de 99% dos casos confirmados entre os detentos já se encontram recuperados após o devido tratamento. Conforme último monitoramento divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça, MS está entre os sete estados da federação com o menor índice de óbitos entre os custodiados, com quatro registros durante o cumprimento de pena.

O novo documento com prorrogação do prazo foi encaminhado aos presídios e unidades assistenciais da Agepen, além de órgãos públicos ligados à saúde, justiça, execução penal e afins para conhecimento.

Confira a publicação na íntegra, a partir da página 18 (clique aqui).

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Vítimas de naufrágio no Pantanal de MS faziam churrasco quando vendaval virou barco no rio Paraguai
GERAL
Ação global em defesa do clima reúne mais de 20 países
Evento terá shows simultâneos ao redor do mundo
SAÚDE
Comissão geral debate nesta terça-feira políticas públicas de apoio a vítimas de Covid-19
MEIO AMBIENTE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável