Menu
Busca sábado, 17 de abril de 2021
Polícia Civil

Vítima carbonizada em ‘micro-ondas’ pode estar envolvida em tráfico de drogas

16 dezembro 2014 - 09h45Por Fonte: midiamax
“As circunstâncias nos levam a acreditar que a pessoa que teve o corpo carbonizado na noite de sábado (13) tenha sido vítima de uma queima de arquivo e com envolvimento no tráfico de drogas”, a afirmação é do delegado titular do 2º Distrito Policial Weber Luciano de Medeiros, responsável pelas investigações.

O experiente policial afirma que o levantamento no local do crime já possibilita que as investigações iniciais pendam para este caminho. Na região conhecida como corredor do Nova Lima, próximo à chácara do Latino, foram encontrados indícios de que o corpo teria sido colocado dentro de pneus e queimado.

Foram encontrados fragmentos de ossos e o crânio da vítima. Nas proximidades a vegetação queimada dá índicos que o fogo foi intenso. “Eles fazem isto para dificultar a identificação, mas estamos trabalhando para esclarecer o caso”, afirmou o delegado.

A primeira providência foi encaminhar os restos da ossada para o Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal) para tentar conseguir o DNA, que daria o caminho para se aprofundar nas investigações. “O trabalho vai ser demorado, pois estamos começando do zero. E se for alguém de fora do Estado fica mais difícil ainda”, concluiu Medeiros.

A ossada carbonizada foi encontrado por populares que acionaram a (PM) Polícia Militar e a Polícia Civil na tarde de sábado, levando a polícia a suspeitar que a morte tenha acontecido na noite de sexta-feira ou madrugada de sábado.

Inferninho

Também não houve evolução nas investigações do caso do corpo do homem que foi encontrado na tarde de domingo (14) no local conhecido como Inferninho, na MS 080, em Campo Grande e que também está com a investigação a cargo da 2ª Delegacia.

O delegado Weber considera que este caso será de mais fácil condução, a partir da coleta das impressões digitais da vítima.

“O Imol está providenciando a coleta das digitais, e com isto poderemos ter melhores condições de fazer a identificação. Outro detalhe é que até o momento não recebemos nenhuma reclamação quanto a pessoas desaparecidas caso isto ocorra nos próximos poderá dias poderá nos auxiliar muito nas investigações”, continuou o delegado.

De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo da vítima estava entre as pedras e apresentava fraturas nas pernas, braços e cabeça, a princípio por conta da queda. O homem aparenta ter 1,65 metro de altura, branco, trajava camiseta preta, calça jeans e sapato marrom.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Reinaldo Azambuja assina carta dos governadores à ONU por mais vacinas
GERAL
Inpe cria plataforma gratuita de dados do solo brasileiro
REGIÃO
Ladrão de bancos do Paraguai é preso quando fugia para o Brasil
INTERNACIONAL
Princípe Philip é sepultado neste sábado em cerimônia restrita