Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
Shopping China - Janeiro 2021
EDUCAÇÃO

Aumento de mortes por Covid faz Governo de MS adotar aulas remotas na rede estadual

09 março 2021 - 12h00Por Portal MS

Seguindo recomendação do Centro de Operações de Emergência (COE-MS), o Governo de Mato Grosso do Sul suspendeu o acolhimento dos alunos e determinou o ensino remoto na Rede Estadual de Ensino a partir de amanhã (10). A decisão foi tomada por conta do aumento expressivo do número de casos, mortes, da taxa de transmissão e de ocupação dos leitos hospitalares. O anúncio foi feito pelo governador Reinaldo Azambuja, em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais. 

“Nós estamos atingindo um aumento de 67% de óbitos em Mato Grosso do Sul. Fechamos o número em 3.491 pessoas que perderam a vida. Somos muito solidários a essas famílias, a esses familiares de pessoas que perderam a vida. Tivemos aumento de mais de 20% na média móvel de casos nesses últimos dias. Em praticamente duas regiões, a macrorregião de Campo Grande e a de Dourados, quase a totalidade dos leitos de UTI foram utilizados. Temos um grande volume de pessoas internadas e uma variante nova com volume exponencial de contaminações. Isso fez o COE-MS recomendar a não volta das aulas presenciais”, disse o governador.

Ele explicou que os alunos só vão voltar a ter aula nas unidades escolares quando a ciência determinar que é seguro. Reinaldo Azambuja contou ainda que Mato Grosso do Sul aderiu a um pacto nacional com outros 22 estados para diminuir o número de contaminações. Mato Grosso do Sul e o Brasil vivem o pior cenário da pandemia, alertou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende. A taxa de contágio, segundo ele, saltou de 0,92 para 1,02 - o que significa que um grupo de 100 pessoas com a doença contamina outras 102. Referência no tratamento, o Hospital Regional, em Campo Grande, está com todos os leitos ocupados.

Para a Secretaria de Estado de Educação (SED), os alunos terão condição de continuar aprendendo. A secretária Maria Cecília Amendola da Mota afirmou que 17 mil turmas escolares estão no Google Class. Aulas serão transmitidas pela TVE e os alunos que não tiverem acesso à internet terão disponíveis material impresso. Além disso, haverá a disponibilidade do uso da sala de informática da escola para quem não tem conectividade em casa, quando necessário. 

Governador Reinaldo Azambuja e secretários de Educação, Maria Cecília, e de Saúde, Geraldo Resende, anunciam decisão (foto: Chico Ribeiro)

OAB-MS

Também nesta terça-feira (9), o presidente da OAB-MS (seccional da Ordem dos Advogados do Brasil), Mansour Elias Karmouche, elogiou a prudência e o equilíbrio do governo sul-mato-grossense na gestão durante a pandemia.  “O governador não politizou o vírus, teve uma atuação serena e equilibrada. Mais uma vez reforço aqui o meus parabéns por sua condução. Participamos de vários grupos de órgãos e a condução foi feita de forma serena, equilibrada, com respeito às pessoas, com preservação da saúde, mas não deixando a economia morrer. Faço de público este elogio ao governador Reinaldo Azambuja porque sabemos a pressão que ele deve enfrentar de vários segmentos. Parabéns, pode contar com nosso apoio. A vacinação está muito bem, o Estado está entre os cinco que mais vacinaram”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUIA LOPES
Polícia Militar conduz dois indivíduos por Violência Doméstica
PROSSEGUIR
Mudanças nas bandeiras do Prosseguir podem alterar atividades nos municípios de MS
MUNDO NOVO
Polícia Militar prende jovem por venda de bebidas a menores e apreende adolescente por desacato
GERAL
Governo celebra política de drogas focada em comunidades terapêuticas