Menu
Busca sábado, 27 de novembro de 2021
YARIS SD DOURAMOTORS - NOVEMBRO 2021
SAÚDE

Com apenas 50 pessoas internadas, boletim registra mais três mortes e 228 novos casos de covid-19

25 outubro 2021 - 13h15Por Portal Governo MS

Com apenas 50 pessoas internadas em função da covid-19, o boletim divulgado nesta segunda-feira (25) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) registra mais três mortes em função da doença e 228 novos casos no Estado. A taxa de contágio está em 0,85, com patamar de estabilidade desde julho deste ano.

Dos três novos óbitos aparece um morador de Corumbá, de 77 anos, que faleceu no dia 22 de outubro, ele tinha doença cardiovascular. Assim como um homem de 70 anos, também com doença cardiovascular e obesidade, que morreu no dia 15 de julho. A terceira vítima é uma mulher da cidade de Amambai, de 60 anos, que tinha obesidade e diabetes. Seu óbito ocorreu dia 23 de outubro.

O boletim mostra que das 50 internadas devido a doença, 28 estão em leitos clínicos e 22 na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Também existem 762 pessoas em isolamento domiciliar porque contraíram o vírus. Já a taxa de ocupação de leitos UTI/SUS mostra 47% na macrorregião de Campo Grande, 59% em Dourados, 27% em Três Lagoas e 29% na região de Corumbá. (Confira o boletim)

Outubro já registrou 38 mortes e 3.130 casos de covid, e segue para ser o mês com menor ocorrências e óbitos da doença em 2021, tendo números maiores apenas que os meses de março, abril e maio de 2020, quando começou a pandemia do coronavírus.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, reafirmou que a queda dos números é em função da vacinação, por isso reforçou a necessidade de imunização. “Vou fazer um pedido especial para as pessoas que ainda não se imunizaram, procurem se vacinar, pois temos quantidade suficiente de vacina, em estoque, e precisamos avançar cada vez mais”.

Geraldo ressaltou que é preciso avançar a vacinação em alguns grupos, como idosos acima de 60 anos com a terceira dose e nos adolescentes. “Em relação aos jovens já chegamos a 77% do grupo ao menos com a primeira dose, mas queremos chegar no mínimo a 90%”, destacou o secretário.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde avalia inclusão de remédios para tratamento da Hemofilia A
LEGISLATIVO DE MS
Neno Razuk solicita reforma na lavanderia comunitária em Dourados
POLÍTICA
Presidente diz que Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown
ECONOMIA
"Estamos perto de ver o topo da inflação", diz presidente do BC