Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
Cerro Alegre Empreendimentos Imobiliários
SAÚDE

Covid-19: Saúde vai antecipar vacinação de profissionais da educação

A prioridade é para trabalhadores que atuam em creches

28 maio 2021 - 15h00Por Agência Brasil

O Ministério da Saúde informou que vai antecipar a vacinação contra a covid-19 para os profissionais da educação. A orientação da pasta é a de priorizar os trabalhadores que atuam em creches e, de maneira escalonada, ir ampliando a vacinação para os que trabalham em pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e educadores de jovens e adultos. Na sequência, os vacinados serão os trabalhadores da educação do ensino superior.

Segundo o ministério, a priorização dos profissionais da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela covid-19, associados à necessidade de volta às aulas presenciais. “As creches e escolas contribuem não só para a educação de milhares de brasileirinhos como também garantem a segurança alimentar das crianças”, justificou.

Na mesma nota, divulgada hoje (28), o ministério informa que, paralelamente, autoriza o início da vacinação para a população geral, entre 18 e 59 anos, nos estados e municípios que relataram demanda diminuída dos grupos elencados no plano de vacinação.

“Esse grupo poderá começar a ser imunizado de maneira escalonada e por faixas etárias decrescentes, desde que a vacinação dos grupos prioritários restantes seja mantida e cumprida, de acordo com a ordem estabelecida pelo PNO [Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19]”, acrescenta o ministério ao informar que começará a enviar doses aos estados, de forma escalonada, para atender a esse público, juntamente com outros grupos prioritários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESENVOLVIMENTO
Primeiro do País a identificar potenciais hidrelétricos, MS é case de sucesso na busca por oferta de
TRÁFICO DE DROGAS
Polícia Militar apreende adolescente que transportava mais de 20 quilos de maconha
AGRO
Campanha quer conscientizar para produção de alimentos seguros e seus benefícios
POLÍTICA
Diretor da Precisa diz não ter participado de negociação da Covaxin