Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021

Na luta por uma vaga do grupo da Libertadores, Adriano fica concentrado até domingo

Na luta por uma vaga do grupo da Libertadores, Adriano fica concentrado até domingo

07 fevereiro 2012 - 13h53
Uol

Profissionais do Corinthians monitorarão os passos de Adriano durante às próximas 144 horas. A ideia é que o camisa 10, que ficará concentrado no CT Joaquim Grava até domingo, acelere a recuperação física e consiga estar em melhores condições para a segunda rodada da Copa Libertadores, uma vez que ele está praticamente descartado da estreia que acontece no dia 15.

Com treinos fortes, alimentação balanceada e descanso, a projeção é que o Imperador perca mais alguns quilos nos treinos que serão realizados em dois períodos. Segundo o médico do clube, Joaquim Grava, o jogador já eliminou dois, dos cinco quilos necessários. “O Adriano está trabalhando, mas precisa melhorar. E muito”, disse ao Marca Brasil.

Com o monitoramento, Adriano não conseguirá cometer excessos em sua programação e muito menos com comidas, um dos problemas do atacante segundo o preparador físico Fábio Mahseredjian. “Então basta fechar a boca. Nós alertamos o atleta sobre isso. Se vai para a churrascaria e excede na alimentação, não vai adiantar nada”.

Adriano terá toda a comissão técnica a sua disposição em uma medida que deve ser a última prova para que ele se garanta entre os inscritos para a Libertadores. A lista oficial será divulgada no próximo dia 13 e a inclusão do jogador ainda é um mistério.

Além do Imperador, o time do Parque São Jorge conta com Liedson, Jorge Henrique, Emerson, William, Elton, Bill e Gilsinho em seu elenco. Tite planeja inscrever seis atacantes no torneio continental.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DE GOVERNO
Programa milionário para o esporte e investimentos para o setor elétrico ganham destaque
POLÍCIA
PMA de Batayporã autua jovem de 25 anos por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
SAÚDE
Trabalho remoto foi mais recorrente para quem tinha curso superior
REGIÃO
PMA captura tamanduá-bandeira refugiado dentro de depósito em sítio depois de ser acuado por cães