Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Sanesul - Ranking Valor Econômico
DIÁRIO OFICIAL

Governo amplia em 45,9% o número de auxílios do Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico

16 setembro 2021 - 08h00Por Portal Governo MS

No ano em que Mato Grosso do Sul saiu vitorioso dos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020, conquistando quatro medalhas de ouro para o Time Brasil, o Governo do Estado amplia em 45,9% a concessão de auxílios do programa Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico. Decreto do governador Reinaldo Azambuja, que será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE-MS) desta quinta-feira (16), aumenta de 270 para 394 o número de bolsas pagas aos profissionais do esporte.

Com a nova quantidade, o programa segue dividido em 11 categorias:

Bolsa-Atleta Estudantil (121 bolsas de R$ 500);

Bolsa-Atleta Universitário (15 bolsas de R$ 950);

Bolsa-Atleta Nacional (134 bolsas de R$ 950);

Bolsa-Atleta Nacional Paralímpico (28 bolsas de R$ 950);

Bolsa-Atleta Máster (11 bolsas de R$ 950);

Bolsa-Atleta Pódio Complementar (11 bolsas de R$ 1,2 mil);

Bolsa-Atleta Pódio Complementar Paralímpico (13 bolsas de R$ 1,2 mil);

Bolsa-Atleta Internacional (13 bolsas de R$ 1,2 mil);

Bolsa-Atleta Olímpico e Paralímpico (10 bolsas de R$ 1,4 mil);

Bolsa-Técnico I (19 bolsas de R$ 1 mil);

Bolsa-Técnico II (19 bolsas de R$ 1,5 mil).

O auxílio estadual pago aos esportistas sul-mato-grossenses via Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte) tem duração de 12 meses. As novas bolsas serão distribuídas no ano que vem, em contratos firmados a partir de agosto de 2022, após o encerramento das bolsas de 2021.

Atualmente, o Governo do Estado investe R$ 227,7 mil mensais no Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico. Com a ampliação do número de auxílios, a aplicação de recursos no programa será R$ 316,7 mil/mês. Os dados são da Consultoria Legislativa do Governo do Estado (Conleg), que trabalhou na edição do decreto.

Yeltsin Jacques, beneficiário do Bolsa-Atleta: "cada vez mais o Governo tem acreditado em nós e no esporte. O Bolsa-Atleta é fundamental. O Mato Grosso do Sul tem essa lei que apoia, que fundamenta e dá base, tanto para os atletas quanto para os treinadores e o pessoal de apoio. E o resultado está aqui (mostrando as medalhas). Esse é o primeiro governo que tem olhado realmente para o esporte, acreditado e investido. E o investimento é pesado. Fico muito feliz e honrado de representar o Bolsa-Atleta e de dar essa honra para nosso Estado" (Foto: Chico Ribeiro)

Outros investimentos no esporte

Em agendas na última semana, o governador Reinaldo Azambuja anunciou novos investimentos na área do esporte. Ao lado do paratleta Yeltsin Jacques, beneficiário do Bolsa-Atleta e dono de dois ouros nas Paralimpíadas de Tóquio-2020, ele falou do aumento de auxílios para atletas e técnicos. Já com praticantes do Laço Comprido, comunicou o lançamento de editais da Fundesporte que vão repassar R$ 3 milhões para federações e clubes esportivos e garantiu que os “laçadores” podem participar do Bolsa-Atleta.

"Vamos criar mais uma bolsa para os atletas de alto rendimento e ampliar o número de beneficiários do Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico. Com isso, vamos dobrar o número de bolsas. Ou seja, vamos conseguir atender mais pessoas", falou o governador em reunião com Yeltsin Jacques. Já em encontro com laçadores, disse: “vamos ampliar o programa no ano que vem e os praticantes do Laço Comprido poderão se inscrever”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Ministério da Saúde já está desabilitando leitos de terapia intensiva
SAÚDE
Mais de 18 milhões de brasileiros que já deveriam ter tomado a segunda dose da vacina contra a covid
ECONOMIA
Arrecadação federal cresce 12,9% e bate recorde em setembro
CAMPO GRANDE
Polícia Civil cumpre Mandado de Prisão contra autor de Homicídio Tentado