sexta, 23 de fevereiro de 2024

MP pede fim de 6 torcidas organizadas por atos de violência

MP pede fim de 6 torcidas organizadas por atos de violência

23 maio 2012 - 16h20
IG


O Ministério Público de São Paulo anunciou nesta terça-feira que solicitou o fim de seis torcidas organizadas de clubes paulistas por supostas participações em atos de violência. A instituição afirmou em comunicado que na segunda-feira apresentou ações civis públicas com o objetivo de acabar com seis torcidas organizadas de futebol e "proibir esses grupos e seus membros de freqüentarem os locais onde são realizados eventos esportivos".

O processo afeta as torcidas Mancha Verde, do Palmeiras, e Gaviões da Fiel, do Corinthians, ambas participantes de uma briga que causou a morte de dois jovens em março. A Serponte e a Jovem Amor Maior, da Ponte Preta, e Guerreiros da Tribo e Fúria Independente, do Guarani, completam a lista do Ministério Público.

O promotor Roberto Senise Lisboa pede no processo que até que se produza um decisão judicial, a entrada dos torcedores em eventos esportivos em todo o território nacional seja proibida para "garantir a segurança e o sossego público".

Lisboa diz que as torcidas organizadas promovem "atos e práticas ilícitas, inclusive penais", e pede que no caso de descumprimento de ordem, os infratores sejam multados e obrigados a abandonar os locais. "Ao invés de promover o amor e o interesse pelo esporte, as torcidas organizadas passaram a praticar atos de violência contra o patrimônio e integrantes de outras torcidas", declarou o promotor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL

Correios distribuirão provas do Concurso Unificado

ECONOMIA

Vendas do Tesouro Direto sobem 13% em janeiro

INFRAESTRUTURA

Governo de MS mantém ações voltadas ao desenvolvimento de Ponta Porã

SAÚDE

Grupo vai subsidiar políticas de enfrentamento de mortes no trabalho