Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
CARBONERA - JULHO, AGOSTO E SETEMBRO
ESPORTES

MS vai ao pódio seis vezes no Brasileiro de Canoagem Descida e assegura duas vagas ao Mundial

21 junho 2021 - 09h00Por Portal Governo MS

Mato Grosso do Sul encerrou em grande estilo sua participação na primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Canoagem Descida Sprint, com seis subidas ao pódio. As provas foram realizadas no sábado (19) e domingo (20), nas águas do Rio São Francisco, em Três Marias (MG), a 268 quilômetros de Belo Horizonte (MG).

A delegação estadual, apoiada pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), fechou a competição com dois ouros, uma prata e três bronzes. Além disso, assegurou duas vagas ao Mundial da modalidade, que terá como sede Bratislava, capital da Eslováquia, de 21 a 26 de setembro deste ano.

Edgar Silva Balbuena, na classe k1 sênior, e Joaquim Gabriel Neris, na turismo open (caiaques de até 4,30 m de comprimento), faturaram as condecorações douradas. A prata foi conquistada por Luiza Duarte Cavallieri, pela k1 feminino open, mesma categoria em que Estefani Silva Balbuena garantiu o bronze. Guilherme Andrade, na k1 júnior e Nilton Benites, pela k1 máster B, também terminaram em terceiro.

O Brasileiro realizado em Minas também foi válido como seletiva ao Campeonato Mundial. De três vagas em disputa pela k1 masculino, Mato Grosso do Sul ficou com duas. Edgar Silva Balbuena fechou a prova qualificatória na ponta e Patrick Pisoni carimbou vaga à competição internacional na Europa ao terminar em terceiro. Ambos os classificados são contemplados pelo programa Bolsa Atleta, do Governo do Estado e gerido pela Fundesporte.

 

A equipe sul-mato-grossense foi a Três Marias (MG) com dez atletas, do Clube de Canoagem de Aquidauana (CCA) e Associação Luso Brasileira – Clube Estoril, de Campo Grande. Além dos citados, Naelmo de Souza Oliveira, Rafael Girotto e João Paulo Coelho também foram à água. O canoísta Juliano Cral Dal Molin, de Cascavel (PR), vestiu as cores do clube aquidauanense no Brasileiro e conseguiu o ouro na k1 máster A.

O evento no interior mineiro cumpriu à risca os protocolos de biossegurança por conta da pandemia. Os atletas, membros de comissão técnica, árbitros e demais envolvidos na competição foram submetidos a testes para a Covid-19, com todos os resultados negativos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORPO DE BOMBEIROS
Mais 100 bombeiros são enviados para combate aos incêndios no Pantanal
DEFESA DO CONSUMIDOR
Procon-MS divulga nova pesquisa de variação de preços dos produtos da Cesta Básica
POLÍTICA
Instalada comissão da Câmara que vai analisar PEC dos precatórios
SAÚDE
Governador volta a reforçar a importância de todos se vacinarem