Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021

Testes da arbitragem da séries A e B da FFMS serão sábado no Douradão

Testes da arbitragem da séries A e B da FFMS serão sábado no Douradão

01 fevereiro 2012 - 15h10
Douradosnews


Os árbitros e assistentes que atuam no futebol profissional de Mato Grosso do Sul da região da Grande Dourados, Vale do Ivinhema, Cone Sul e fronteira estarão realizando testes físicos na pista de atletismo do estádio Frédis Saldivar, o “Douradão” no próximo sábado.

De acordo com informações do delegado do Sindicato dos Árbitros da Delegacia da Grande Dourados, Alvino Silva Neto, os testes que estavam marcados para acontecer a partir das 8 horas na pista de atletismo do Parque Arnulfo Fioravanti, mais conhecido por “Céper da rodoviária” foi transferido para o “Douradão” em razão de haver uma maior comodidade para a classe.

Alvino Neto conta que para ministrar os testes estarão se deslocando de Campo Grande para Dourados o atual presidente da Comissão de Arbitragem da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) coronel/PM Amaury Cantelli Alcântara; pela FUNDESPORTE coronel/BM Sidney Barbosa; os árbitros João Lupato e José Antônio Melo e os ex-árbitros Manoel Paixão, Antônio Flávio Alves e o atual presidente do sindicato da categoria no MS Paulo César Pereira de Freitas.

Os testes segundo disse Alvino Neto serão realizados em duas etapas e contará com cerca de 30 a 35 integrantes do quadro de arbitragem, que terão de mostrar aptidões físicas para poderem entrar nas escalas dos jogos da Série “A” como da “B”. “Os testes são muito forte, e aqueles que não lograrem êxito em passar neles, com certeza estarão fora das competições deste ano” disse Alvino Neto à reportagem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Ministro fala na Câmara sobre novos institutos federais de educação
DOURADOS
Policiais civis apreendem 70kg de maconha, pistola e prendem suspeitos de tráfico
SAÚDE
Fiocruz aponta estabilidade em casos de síndrome respiratória grave
COSTA RICA
Homem furta restaurante e acaba preso pela Polícia Civil