Menu
Busca quarta, 23 de junho de 2021

Ação do Gaeco fechou cassinos, recolheu máquinas e prendeu policial

Ação do Gaeco fechou cassinos, recolheu máquinas e prendeu policial

10 maio 2012 - 17h33Por CG News
Operação realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) entre quarta e quinta-feira, em Campo Grande, terminou com cassinos fechados, pessoas presas e máquinas de caça-níquel e de junkebox apreendidas.

Entre os presos está um policial civil da ativa e foi verificado o envolvimento também de policiais aposentados.

De acordo com o MPE (Ministério Público Estadual) a operação Orfeu é resultado de três meses de investigação e resultou em 30 pessoas levadas para o Gaeco.

Destas 30, 18 foram autuadas em flagrante e liberadas após pagamento de fiança. Entre elas, um investigador de Polícia Civil lotado na Deops (Delegacia de Ordem Política e Social). As demais pessoas assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Foram fechados diversos cassinos clandestinos que funcionavam em residências, resultando na apreensão de 37 máquinas caça-níquel, mobiliários, documentos com a contabilidade da atividade e anotações com referência a endereços de pontos de jogos, frequentadores e responsáveis pela contravenção.

Houve fechamento ainda de fábricas clandestinas, apreensão de 31 máquinas de música (“jukebox”) não licenciadas, 32 carcaças e diversos componentes utilizados para a montagem dos equipamentos, bem como para a montagem de máquinas caça-níquel.

Também foram recolhidos, para análise e investigação, quatro CPU´s, cinco HD´s externos e três notebooks, que passarão por perícia.

Conforme o Gaeco, foi verificado que a quadrilha responsável pelas máquinas - de junkebox e de caça-níquel - seria composta também por agentes policiais da ativa e aposentados. Estes policiais davam suporte para a prática de ilícitos.

A apuração também apontou o envolvimento de pessoas que já foram alvo de investigação nas operações Xeque-Mate, desenvolvida pela Polícia Federal em 2007, e Las Vegas, desenvolvida pelo Gaeco em 2009, ambas de combate à jogatina.

Também foram apreendidos R$ 3.929,00 em espécie, diversas folhas de cheque, 200 munições calibre 40 e 84 de calibre 38 - algumas delas de origem estrangeira -, e dois revólveres calibre 38.

De acordo com o Gaeco, a investigação continua com o objetivo de identificar os demais integrantes da quadrilha.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19
BATAGUASSU
Polícia Civil realiza orientações e verificações preventivas em parceria com PRF
CORONAVÍRUS
Sistema de Regulação aponta que de 10 internados em UTI em Campo Grande, 8 são do próprio município
COSTA RICA
Polícia Civil prende em flagrante traficante de drogas pela quarta vez em menos de 2 anos