sexta, 23 de fevereiro de 2024

Adolescente de 16 anos é preso por estuprar professora

Adolescente de 16 anos é preso por estuprar professora

24 maio 2012 - 16h10
Midianews


Policiais militares detiveram um adolescente de 16 anos que foi reconhecido como autor de um estupro, seguido de roubo ocorrido no bairro Três Barras, em Cuiabá. Na ocasião uma professora de 49 anos teve sua casa invadida pelo garoto que além de abusar sexualmente dela, ainda fugiu levando celulares e outros pertences. O crime ocorreu na tarde de terça-feira (22) e cerca de uma hora depois, o adolescente foi detido em sua casa, no Jardim Umuarama.

Com o adolescente, foi apreendido um dos dois celulares roubado. O outro, ele havia trocado por duas trouxinhas de pasta-base de cocaína, em uma boca-de-fumo do bairro.

Segundo a professora, ela está com dengue e após tomar o medicamento, acordou com o adolescente pelado em sua cama. Ele a obrigou a tirar a roupa e ameaçou atirar, pois disse que estava armado com um revólver.

A vítima disse que se ele quisesse dinheiro ou pertences, poderia pegar em cima da mesa. O adolescente, no entanto, a obrigou a tirar a roupa. Primeiro, tentou estupra-la no banheiro. Como não conseguiu, obrigou a vítima a deitar-se na cama onde foi abusada sexualmente.

Conforme a professora, ela insistia que estava doente e seria pior se a estuprasse. Além de ameaça-la, antes da fuga ainda disse que voltaria para matá-la caso acionasse a PM.

Policiais militares foram informados do crime e localizaram o garoto na casa dele, onde apreenderem um dos celulares roubados. De lá, o adolescente foi levado para a Central de Flagrantes e indiciado por estupro, ameaça, extorsão de uso de drogas.

Aos policiais plantonistas, o adolescente negou o crime de roubo e estupro. Confirmou apenas que é usuário de drogas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL

Correios distribuirão provas do Concurso Unificado

ECONOMIA

Vendas do Tesouro Direto sobem 13% em janeiro

INFRAESTRUTURA

Governo de MS mantém ações voltadas ao desenvolvimento de Ponta Porã

SAÚDE

Grupo vai subsidiar políticas de enfrentamento de mortes no trabalho