Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021

Kettryllen foi eleita rainha da Primavera no presídio de Campo Grande.

Garota diz que outras detentas a estimulam para o concurso estadual.

17 outubro 2011 - 14h50
G1 MS

Uma semana após ser coroada rainha da Primavera em um concurso de beleza no presídio feminino Irmã Irma Zorzi em Campo Grande, a detenta Kettryllen Oshiro de 19 anos, conta que o ambiente e a convivência com as outras detentas mudou. Agora a miss se prepara para o concurso estadual que deve acontecer em novembro.

“As meninas me empolgam muito, só me chamam de miss e eu estou muito ansiosa pelo concurso estadual. Não vejo a hora de chegar, eu quero 'arrasar' nos desfiles”.

Segundo a diretora do presídio, Dalma Fernandes de Oliveira, depois do concurso o comportamento das 299 internas que vivem em regime fechado, mudou. “Depois do dia do desfile o assunto entre as meninas só é esse. Todas comentam sobre o concurso e o ambiente ficou muito mais agradável”.

A jovem presa em fevereiro deste ano por tráfico de drogas, se prepara para representar a capital na etapa estadual do concurso. “Continuo fazendo bordado o dia todo, quero conseguir juntar um dinheiro para comprar cremes, maquiagens e acessórios. Tenho muito orgulho em representar minha cidade nesse concurso”.

Concorrência
As concorrentes de Kettryllen virão de outros sete presídios femininos do interior do estado. Segundo a diretora do presídio Irma Zorzi, o júri será formado por pessoas que não têm contato com as internas, “Os jurados não conhecem nenhuma das candidatas, vai ganhar a que for melhor entre as oito. Torcemos para que a Kettryllen represente bem nossa capital”, diz Dalma.

Durante o tempo que passa no presídio, a jovem conta que já teve a oportunidade de ver a foto de uma das concorrentes, mas prefere não conhecer nenhuma delas antes do desfile. “Eu vi a foto de uma, achei ela muito bonita. Eu acho melhor nem ver as minhas concorrentes, fico muito ansiosa”.

Futuro
O processo de Kettrylen ainda está em tramitação e a jovem não quis falar sobre o caso em que responde por tráfico de drogas. “Eu nunca mais quero ver prisão na minha vida, quero sair me ressocializar e se as oportunidades do mundo da moda aparecerem, eu vou abraçar com toda certeza”, completa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEFESA DO CONSUMIDOR
Procon/MS autua empresas de comércio online por irregularidades durante a Black Friday
GERAL
Ministra: pecuária tem papel fundamental na agenda climática mundial
MEIO AMBIENTE
Imasul informa: Queima controlada na planície pantaneira continua proibida até o fim do ano
POLÍTICA
Presidente Bolsonaro assina filiação ao PL