Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

Após quase 100 dias, polícia segue sem pistas sobre morte de ex-BBB

Após quase 100 dias, polícia segue sem pistas sobre morte de ex-BBB

30 agosto 2011 - 20h32Por Terra
Sob uma encruzilhada de hipóteses e ainda sem identificar suspeitos, a Delegacia de Alumínio (SP) deve solicitar ainda nesta semana a prorrogação do prazo para concluir a investigação sobre o assassinato do ex-participante do Big Brother Brasil André Cowboy. No dia primeiro de junho, ele foi morto com um tiro na nuca em seu sushi-bar, na zona rural do município, e até hoje ninguém foi preso. Quase 100 dias depois, as apurações sobre o caso sequer indicam se o ex-BBB foi vítima de uma latrocínio - roubo seguido de morte - ou uma execução.


"Recebemos inúmeras informações que foram checadas mas não oferecem provas suficientes para indicar qual linha de investigação tem mais força", diz a titular da DP de Alumínio, Luciane de Almeida. Apesar de manter sigilo, a polícia já apontou que a crise financeira é um possível pano de fundo para o assassinato. André tinha dívidas com agiotas, contraídas principalmente depois da inauguração de seu sushi-bar, criado por ele após sair do 9ª edição do BBB.


Entre julho e agosto a polícia conseguiu localizar credores da vítima, mas, de acordo a delegada, não foram apurados indícios reais de relação deles com o crime. Em junho, um investigador da DP revelou ao Terra que um empresário, apontado como o principal credor do ex-BBB, tinha deixado de comparecer a um interrogatório. Sem jamais ter sido considerado suspeito, ele foi convocado para depoimentos, após parentes da vítima insistirem na tese de que a vítima não morreu em um assalto, mas em uma execução a mando de desafetos. O homem cobrava R$ 60 mil de André Cowboy, e teria contratado agiotas para procurá-lo e pedir o pagamento.


Nas semanas que sucederam o crime, a viúva, Luciana Almeida, concedeu entrevistas ao Terra, nas quais ressaltava sua avaliação pessoal, de que o marido havia sido vítima de uma execução e não de assaltantes. No dia 28 de julho, a opinião já era outra: "quadrilhas grandes têm agido aqui na região. tivemos vários assaltos, por aqui", disse na ocasião. Para ela, o marido "certamente defenderia família de assaltantes". Nenhuma testemunha visualizou os autor dos disparos. A demora nas investigações também não preocupava a viúva.


"Não sei se poderemos encerrar o inquérito sem apontar culpados, mas o fato é que hoje temos dados inconclusivos e por isso deveremos seguir trabalhando incessantemente no caso. Um pedido de prorrogação das investigação deverá ser feito", afirma a delegada. O prazo atual termina ainda em setembro.

Curta estadia na casa
Polêmico, André Cowboy ficou apenas 12 dias na casa no BBB 9. Ele entrou em 12 de fevereiro de 2009 e foi eliminado no dia 24. O pouco tempo, porém, não impediu que deixasse um histórico de atitudes controversas. Vindo da Casa de Vidro, ele saiu com 71% dos votos em um paredão triplo, que formou com Josiane Oliveira e a Vovó Naná.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em agosto podem sacar auxílio emergencial
LEGISLATIVO
Deputados devem votar cinco propostas na Ordem do Dia desta terça-feira
TRÊS LAGOAS
PMA autua mulher por maus-tratos ao se mudar e deixar cinco cachorros e galinhas sem alimento
POLÍTICA
Governo destina R$ 5,5 bilhões para produção e aquisição de vacinas