Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021

Início do ano impulsiona o sonho de empreender na Capital

02 janeiro 2012 - 16h28
Divulgação (TP)

Josiel de Oliveira traçou metas para 2012 e aproveitou o primeiro dia útil do ano para começar a agilizar os novos planos. Há 17 anos, ele trabalha com aplicação de insulfimes em carros e agora pretende formalizar a empresa. “Estou pensando no meu futuro e no da minha família. Sei que se me formalizar, vou receber muitos benefícios”, declarou.

Mas para começar o ano como empreendedor informal, Josiel foi informado que precisa passar na Prefeitura para ver se o local que escolheu é apto para o funcionamento da sua empresa. “Depois da pesquisa feita na Prefeitura, ele retorna ao Sebrae, onde ficará sabendo de tudo o que precisa para, finalmente abrir o empreendimento. Ele já sai daqui como empresário”, disse a atendente Michele Freitas.

Ao todo, 45 pessoas foram atendidas na manhã desta segunda-feira, 2 de janeiro. As principais dúvidas relatadas aos atendentes foram em relação a declaração anual de faturamento, abertura de empresas e formalização, caso do “seo” José Valcir Silva, que há 12 anos vende churrasquinhos pelas ruas de Campo Grande. “ Fiquei sabendo como é fácil deixar de ser informal e resolvi fazer isso logo no início do novo ano”, declarou.

Já o operador de manutenção predial, Jerônimo Paula compareceu ao balcaoà central de atendimento do Sebrae para tirar dúvidas sobre impostos e também saber em relação ao aumento do limite de faturamento do Empreendedor Individual l.

O Projeto de Lei Complementar 87/11, que reajusta os valores de R$ 36 para R$ 60 mil foi votado no ano passado e inclui o teto máximo, que passa de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões para as pequenas empresas e de R$ 240 mil para R$ 360 mil, no caso das microempresas. Essa é uma das mudanças da modalidade juridica MEI para este ano.

Alterações e obrigações - As microempresas e empresas de pequeno porte têm até o dia 31 de março para entregar a declaração anual do Simples Nacional, relativo ao ano de 2010.no Esta é a única obrigação do Simples. “Apesar do prazo, quem precisar alterar o patamar da empresa terá que fazer desenquadramento do Silmes o mais rápido possível – basta acessar o site da Receita Federal, fazer a declaração de 2010 e solicitar a alteração. Caso tenha extrapolado o limite no ano passado terá que pagar imposto sobre o excedente”, diz o técnico do Sebrae, Júlio César

O técnico chama a atenção para outra obrigação que começa a valer em 2012.” A partir deste ano, será obrigatória a certificação digital para empresas de micro e pequeno portes com mais de 10 funcionários. Estas regras já vem sendo informadas desde o ano passado. A declaração sem cerificação digital para estas empresas não serão mais aceitas”, declara Júlio.

Formalizações – O ano de 2012 começou com 32.036 empreendedores individuais formalizados em Mato Grosso do Sul, pouco mais que o dobro do número registrado no final do ano passado. O primeiro ano da figura jurídica foi bom, de fevereiro a dezembro foram 15.260 formalizações e 2011 fechou com 16.776 formalizados.

Alterações na modalidade jurídica: com o aumento do salário mínimo para R$ 622, a contribuição para o empreendedor passa por um reajuste também, até dezembro do ano passado ele contribuía entre R$ 27,25 até R$ 32,25 e agora o valor varia de R$ 31,10 a R$ 37,10, dependendo do segmento da empresa.

“Como o novo valor do salário mínimo será aplicado para os trabalhadores somente em março, a recomendação é que o empreendedor individual imprima mês a mês as guias de contribuição”, diz Júlio César. Até agora, no Portal do Empreendedor a guia de janeiro continua com o valor antigo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Semana de redução das chuvas em Mato Grosso do Sul
SAÚDE
Pfizer entrega mais 1,3 milhão de doses de vacina ao Brasil
CULTURA
Festival da Literatura Indígena terá palestras, oficinas e música
ECONOMIA
Crescem reclamações sobre cobranças indevidas de crédito consignado