Menu
Busca terça, 27 de julho de 2021

Brasil é o paraíso dos bancos na América Latina

25 outubro 2011 - 11h51Por Assessoria
Pesquisa divulgada pela revista América Economia reafirma a condição de o Brasil ser o grande paraíso do sistema financeiro na América Latina.

Os bancos em atuação no Brasil são os mais ricos da América Latina. As cinco empresas mais bem posicionadas em pesquisa da revista América Economia, nas bancas a partir de 11 de novembro, são brasileiras. Na primeira colocação, o Banco do Brasil.

O estudo leva em consideração o ativo total das organizações do continente. Os ativos do Banco do Brasil somaram mais de US$ 492 bilhões no primeiro semestre, crescimento de 35,8% em relação ao mesmo período de 2010. A instituição financeira possui uma carteira de crédito de US$ 185 bilhões, o equivalente a 13% de todos os bancos da América Latina.

A lista dos cinco maiores bancos por ativo se completa com Itaú (US$ 480,6 bilhões), Bradesco (US$ 432,6 bilhões), Caixa (US$ 293,4 bilhões) e Santander (US$ 270,5 bilhões). Para a elaboração do ranking, foram contabilizados os ativos totais dos bancos em dólares, com informações correspondentes ao mês de junho de 2011.

Para Joacir Rodrigues, diretor de imprensa e comunicação do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região, “Como sempre dissemos, está mais do que na hora dos bancos darem a sua contrapartida a sociedade brasileira, com taxa de juros e tarifas menores, contribuindo de fato com o crescimento econômico do país, além de contratar mais funcionários para melhor atender a população”.

Ainda segundo Joacir, “A sociedade precisa se conscientizar e exigir dos bancos e do governo o fim dos Correspondentes Bancários, por exemplo, instrumento que serve apenas para, por um lado, expulsar as camadas menos favorecidas de suas agências, jogando os mesmos a todo o tipo de sorte, como o desconforto e a insegurança, entre outros e, por outro, engordar ainda mais os seus exagerados lucros”.

Além dos cinco primeiros colocados, o Brasil ainda teve 74 organizações financeiras listadas entre as 250 maiores, mais do que o dobro do México, com 30, segundo país em número de instituições presentes no estudo. No total, 17 países tiveram ao menos uma instituição entre as 250 maiores da América Latina.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Monitoramento realizado pelo Imasul aponta boa qualidade das águas subterrâneas de MS
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de 0,71%, abaixo de R$ 5,20
SAÚDE
Saúde recomenda Pfizer a gestantes que tomaram 1ª dose da AstraZeneca
PONTA PORÃ
Polícia Militar apreende caminhão por adulteração de sinal identificador de veículo