Menu
Busca terça, 27 de julho de 2021

Brasil garante virada relâmpago sobre o México e ofusca falhas da defesa

Brasil garante virada relâmpago sobre o México e ofusca falhas da defesa

11 outubro 2011 - 23h40
Uol


Ronaldinho Gaúcho e Marcelo salvaram a seleção brasileira em amistoso contra o México. Mesmo com um jogador a menos e em noite pouco inspirada, o meia e o lateral brilharam e garantiram a virada por 2 a 1. O resultado ofuscou as falhas do sistema defensivo montado por Mano Menezes. A equipe fez gol contra com David Luiz no início do confronto e teve Daniel Alves expulso ainda no primeiro tempo.

Principal aposta de Mano nesta fase da seleção, Ronaldinho encerrou tabu com a camisa da seleção brasileira. O meia tinha a marca de quatro anos sem marcar pela equipe. Seu último gol havia sido na vitória por 5 a 0 sobre o Equador, nas Eliminatórias da Copa-2010, em outubro de 2007. O desempenho de Marcelo também foi importante, já que o lateral deve ganhar mais espaço após passar período sem ganhar chances com o treinador.

Empurrado pela torcida, o México comandou as ações no início do jogo. Com posse de bola, a equipe tomou a iniciativa e abriu o placar logo na primeira tentativa. David Luiz contribuiu para os adversários e, após cruzamento de Barrera, marcou contra o próprio gol. Em desvantagem, o Brasil se soltou e aproveitou bom entendimento entre Hulk e Neymar.

O são-paulino Lucas, assim como no jogo contra a Costa Rica, foi tímido e não apareceu. Ronaldinho Gaúcho era o responsável pela organização e recebia todas as bolas. Porém, o jogador do Flamengo foi pouco efetivo.

Apenas a dupla Hulk-Neymar conseguiu ameaçar o México. O atacante do Porto teve chances, mas errou com finalizações fracas. O astro santista também ameaçou com dribles. Os donos da casa não eram notados no ataque até os 43min, quando Daniel Alves empurrou Javier Hernández na área brasileira.

O árbitro marcou pênalti e, em seguida, expulsou o lateral do Barça, que já havia recebido cartão amarelo no início do amistoso. Após muita reclamação, Guardado foi para a bola. Jefferson adivinhou o canto e pegou a cobrança para evitar prejuízo maior para o time de Mano Menezes no primeiro tempo.

O treinador brasileiro foi obrigado a mudar no intervalo. O apagado Lucas foi escolhido para sair. Adriano, improvisado, ocupou a lateral-direita. Com um jogador a menos, a seleção usou ora Neymar ora Hulk no meio-campo.

Com muito espaço, o México dominava o jogo até a seleção brasileira resolver em jogadas individuais. Aos 34min, o meia do Flamengo cobrou linda falta, que entrou no ângulo esquerdo do gol de Sánchez. O Brasil virou o marcador em seguida. Marcelo avançou com a bola, entrou na área e, com chute forte, garantiu a vitória aos 38min.

O próximo teste da seleção será contra o Gabão. Na casa dos adversários africanos, o Brasil entra em campo no dia 10 de novembro

MÉXICO 1 x 2 BRASIL

México: Sánchez (Tavalera); Juárez (Pérez), Rafa Márquez, Rodríguez e Salcido; Castro, Guardado, Torres (Moreno) e Barrera (Andrade); Giovani dos Santos (Peralta) e Javier Hernández.
Técnico: José Manuel de la Torre

Brasil: Jefferson; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Lucas Leiva, Fernandinho e Ronaldinho Gaúcho (Hernanes); Lucas (Adriano), Neymar (Elias) e Hulk (Jonas).
Técnico: Mano Menezes

Data: 11/10/2011 (terça-feira)
Local: Estádio Corona, em Torreón (MEX)
Árbitro: Marlon Mejía (El Salvador)
Gols: David Luiz (contra) aos 10min do primeiro tempo; Ronaldinho aos 34min e Marcelo aos 38 min do segundo tempo
Cartões amarelos: Daniel Alves e Lucas Leiva (Brasil) e Salcido, Torres, Juárez, Hernández e Rafa Márquez (México)
Cartão vermelho: Daniel Alves (Brasil)

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Monitoramento realizado pelo Imasul aponta boa qualidade das águas subterrâneas de MS
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de 0,71%, abaixo de R$ 5,20
SAÚDE
Saúde recomenda Pfizer a gestantes que tomaram 1ª dose da AstraZeneca
PONTA PORÃ
Polícia Militar apreende caminhão por adulteração de sinal identificador de veículo