Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021

Cielo decepciona, termina em 4º lugar e fica sem medalha nos 100 m em Xangai

Cielo decepciona, termina em 4º lugar e fica sem medalha nos 100 m em Xangai

28 julho 2011 - 08h03Por Fonte: UOL
César Cielo não confirmou o favoritismo, decepcionou na final dos 100 m em Xangai e acabou ficando sem lugar no pódio na prova da qual ainda é o recordista mundial, com a marca de 46s91 conquistada no Mundial passado em Roma, na Itália, em 2009, quando ficou com o título. O brasileiro chegou em quarto lugar, depois de liderar os primeiros 50 m, mas cansou no final e terminou com a marca de 48s01, sua melhor marca na temporada.

O ouro ficou com o australiano James Magnussen, que já tinha surpreendido na final do revezamento 4 x 100 m e chegou na final dos 100 m com o melhor tempo. Cielo tinha apontado o rival como favorito para a conquista. O canadense Brent Hayden conquistou a medalha de prata e o francês William Meynard ficou com o bronze, um centésimo na frente de Cielo.

“Foi uma final dura, mas eu tentei o quanto eu pude, eu não posso pensar: Eu podia fazer isso diferente. Para a Olímpiada de Londres ainda tem um bom tempo. Primeiro, eu preciso focar em amanhã”, afirmou Cesar Cielo já focando na disputa das eliminatórias dos 50 m livre. O brasileiro vai tentar uma vaga na final da prova mais rápida da natação na noite desta quinta-feira.

Cielo chegou à final com o quinto melhor tempo e tinha alertado que os “concorrentes estavam voando” e que não ele não teve a melhor das preparações nas últimas três semanas devido o processo por doping por ter testado para o diurético furosemida em exame antidoping neste ano. O brasileiro acabou apenas advertido pela CAS (Corte Arbitral do Esporte).

No Mundial de esportes aquáticos em Xangai, Cielo ainda terá a chance de defender o título dos 50 m e ainda disputará o revezamento 4 x 100 m medley. O brasileiro já conquistou a medalha de ouro nos 50 m borboleta na última terça-feira na China.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Ernesto Araújo diz à CPI da Pandemia que não houve atritos com a China
OPERAÇÃO HÓRUS
Polícia Militar apreende mercadorias de descaminho
PANDEMIA
Saúde confirma mais 1.522 infectados pela Covid e casos ativos passam de 12 mil em MS
POLÍTICA
CPI da Pandemia vai pedir que PF apure ameaças recebidas por senadores