Menu
Busca quarta, 23 de junho de 2021

Comandante da PM de Amambai é promovido a Tenente-Coronel

Comandante da PM de Amambai é promovido a Tenente-Coronel

18 abril 2012 - 10h59
Redação - Tião Prado

O agora Tenente-Coronel Valdecir Escalhar, que comanda a menos de um ano a 3ª Companhia de Policia Militar da cidade de Amambai, foi promovido ao posto de Tenente-Coronel.

Escalhar, 46 anos, esta na corporação há 25 anos onde entrou com o posto de soldado com apenas 21 anos, ainda na cidade de Paranaíba. Em 1994 foi para a Academia Militar do Rio de Janeiro onde ficou dois anos, saindo com a patente de Aspirante em 94; serviu por 12 anos na cidade de Campo Grande , trabalhando no serviço de radio patrulhamento e no meio ambiente . Passou pelas unidades policiais de Bataguassu e Nova Andradina, em seguida foi transferido para o 4º BPM de Ponta Porã, já no posto de Major, de onde foi comandar a unidade de Amambai.

Valdecir Escalha, é casado com dona Marli Cristiano há 20 anos, a qual considera uma grande companheira que esta presente em todos os momentos de sua vida. Tem dois filhos, Ana Flávia de 16 anos e João Otavio de 11 anos.

No momento, Escalha esta cursando Direito na FIP-Magsul em Ponta Porã.

Com relação a sua estada na cidade de Amambai, o mesmo informou estar muito feliz, que é uma ótima cidade para se morar, uma cidade acolhedora e ordeira, e disse que: “Estou fazendo a minha parte como comandante do Policiamento para que nada de mais grave tire a tranquilidade dos moradores de Amambai”.

Escalhar em sua estada para participar de uma reunião em Ponta Porã, veio fazer uma visita de cortesia a redação do site Conesulnews.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19
BATAGUASSU
Polícia Civil realiza orientações e verificações preventivas em parceria com PRF
CORONAVÍRUS
Sistema de Regulação aponta que de 10 internados em UTI em Campo Grande, 8 são do próprio município
COSTA RICA
Polícia Civil prende em flagrante traficante de drogas pela quarta vez em menos de 2 anos