domingo, 25 de fevereiro de 2024

Confira dicas para economizar no casamento sem abrir mão do sonho

Confira dicas para economizar no casamento sem abrir mão do sonho

24 maio 2012 - 16h00
G1 MS


O mercado de casamentos movimenta mais de R$ 10 bilhões por ano no Brasil. Nesse contexto, muitos noivos querem economizar para concretizar a união, entretanto, não abrem mão de fazer tudo o que sempre pensaram para o 'dia do sim'.

Até a hora do matrimônio, são meses e até anos de preparativos. Pensando nos custos, a personal trainer Andreia Calixto colocou em prática o projeto de economizar sem deixar de fazer tudo o que sempre pensou para o dia do casamento, com a ajuda de amigos e parentes.

Ela seguiu os seguintes passos: trocou o carro por um mais simples e econômico; o padrinho cerimonialista veio do Rio de Janeiro ajudar a preparar tudo e não cobrou nada; os noivinhos em cima do bolo, ela ganhou de presente; coral, carro da noiva, terço de cristal, lua de mel, dia da noiva com cabelo e maquiagem, champanhe também foram pagos por amigos e padrinhos.
“A minha madrinha me deu os champanhes porque tinha sobrado de uma festa dela. Aí uma outra madrinha me deu o carro da noiva, então eu deixei de alugar”, disse Andreia.

A personal trainer economizou R$ 15 mil, mas ainda tinha um dilema: convidar todos que faziam parte da vida dela, mais de mil pessoas. Como pagar uma festa para tantos convidados era impossível para o orçamento dela, ela optou por não fazê-la.

“Eu tive só a cerimônia. Fiz uma tenda na porta da igreja, onde tinha um bolo falso, com meus noivinhos, e distribui os bem-casados, lembrança do meu casamento. Muitas pessoas ficaram comigo, me cumprimentando e conversando. Ali, ofereci um champanhe para minha família e meus amigos”, relatou.
Andreia e o marido investiram o que economizaram na reforma da casa deles, que custou R$ 70 mil. “Comecei minha vida de casada com o pé direito, sem dever nada para ninguém, podendo ter na hora que eu entrei na igreja a felicidade. Na hora que eu vejo as fotos, eu vejo o como eu estava feliz”, destacou.

Casamentos custam caro, mas muitas famílias não se importam em gastar pequenas fortunas. Uma boa dica para a noiva economizar é visitar feiras que acontecem em todo o país, onde são oferecidos serviços e pacotes, às vezes, mais baratos.

Por mais de 20 anos, a cabeleireira Laura Melo ajuda mulheres a se transformarem em princesas. Este ano, ela se casou e encontrou preços muito altos. “Não é fácil para montar um casamento, porque quando você fala que é a noiva, você já está pagando o dobro”.
Laura fez muita pesquisa e fugiu do circuito dos serviços da moda. Os 250 convites foram feitos em uma gráfica rápida e custaram R$ 350, 10% do valor que pagaria nos tradicionais. A festa foi em uma chácara e o bufê já fornecia garçons, cardápio e bebida.

“Toda minha festa custou R$ 5 mil. Eu fiz churrasco, jantar, massas, bolo, bem-casado. Eu ganhei as bebidas e o jantar com os garçons eu paguei. Toda noiva deve realizar seu sonho, porque é possível”, afirmou.
Quem vai oferecer uma festa aos convidados gasta mais e tudo depende das exigências do casal ou da família dos noivos. Proprietária de bufê, Regina Torres Rímoli sabe bem como lidar com noivas sonhadoras. Segundo ela, o cardápio mais simples custa R$ 70 e pode passar dos R$ 300 por pessoa. Todavia, há como economizar.

“Uma festa tem que ter começo, meio e fim. Na entrada, pode fazer coquetel ou ilhas gastronômicas. O coquetel é mais acessível, sem dúvida. Para o jantar, no mínimo dois tipos de carne, saladas, guarnições, massa e arroz. Com serviço à francesa, o gasto é maior, porque você vai depender de muita mão de obra, de mais aparatos do que em um jantar americano, onde as pessoas vão se servir e repetir à vontade”, detalhou a dona de bufê.

A cada ano, surgem mais novidades. Para enfeitar a igreja e o local da festa, existem várias opções de flores naturais. A arquiteta e decoradora Micheli Scarioti disse que as flores do campo têm preços mais acessíveis.
“Por exemplo, a margarida e o pinóquio-verde são flores do campo simples e estão na faixa de R$ 25 a R$ 30, variando o mês do ano. As rosas e lírios saem na faixa de R$ 45 a R$ 50 e uma festa com eles fica na casa de R$ 4 mil a R$ 4,5 mil”, destacou a arquiteta, que garantiu ainda que a família pode sim fazer os arranjos de mesa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE

Colisão entre carro e carreta mata casal na BR-163

JARDIM TROPICAL

Jovem fica ferida após ter moto atingida por caminhão na Weimar

ECONOMIA

Saiba como o FGTS Futuro contribuirá para compra da casa própria

DOURADINA

Corpo de idoso é encontrado em decomposição