Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021

Continua a violência na fronteira Brasil-Paraguai

Continua a violência na fronteira Brasil-Paraguai

08 fevereiro 2012 - 12h07
Redação - Tião Prado

O clima de violência esquentou na madrugada e na manhã de hoje na cidade Paraguaia de Pedro Juan Caballero. Na madrugada por volta das 4 horas da manhã o vigia de nacionalidade brasileira Sérgio Gonzales, que trabalha nas imediações da Pastelaria Pato e a Escola Ebenezer, foi assaltado, esfaqueado, sendo que os marginais roubaram todo seu dinheiro, aparelho celular, motocicleta e a arma que usava no serviço.

Sérgio Gonzales inicialmente foi atendido em um hospital de Pedro Juan Caballero e liberado, como voltou a ter hemorragia retornou ao Hospital em Pedro Juan, devido Sergio ser brasileiro foi chamada a unidade de bombeiros de Ponta Porã que encaminhou Sérgio Gonsalez para o hospital Regional onde foi atendido e permanece internado.

Oficial da policia Nacional foi morto a tiros.

Por volta das 9h15min o sub-oficial da policia Nacional do Paraguai Izidro Gonçalves de 32 anos, que prestava serviço como custódio do concejal municipal Pedro Bogado, informe policial indica que ele sofreu um atentado e recebeu 14 impactos de pistola 9 mm, quando estava em um veiculo Toyota na Rota V, no bairro Jardim Aurora.

Testemunhas informaram que o crime foi praticado por dois elementos a bordo de uma moto tipo Titam de cor vermelha, após o crime os mesmos tomaram rumo ignorado pelas autoridades.

As autoridades Paraguaias não descartam que o crime tenha sido praticado por acerto de contas. Esteve presente ao local a fiscala Dionisia Rojas que será responsável pela apuração de mais este homicídio em Pedro Juan Caballero.

O hospital Regional de Pedro Juan teve 78 atendimentos, sendo que 5 acidentes de trânsito e 73 acidentes diversos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUIA LOPES DA LAGUNA
PMA prendem e autuam infrator por pescar utilizando petrecho ilegal, onde a pesca é proibida
OUTUBRO ROSA
Com foco na prevenção, Conselho leva mulheres com deficiência para realizar exames
OPERAÇÃO PROLEPSE
PMA autua 128 infratores, aplica 33 milhões em multas e realiza orientação em 740 propriedades
POLÍTICA
Projeto destina 10% de vagas no Sine para mulher vítima de violência