Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021

Animais foram encontrados em propriedade rural na cidade de Bela Vista.

28 janeiro 2012 - 08h00
G1 MS

Dois lotes de gado sem documentação de origem, apreendidos em uma propriedade rural em Bela Vista, a 324 km de Campo Grande, serão abatidos neste sábado (28) em um frigorífico na região. Segundo informações da secretária de Produção e Turismo de Mato Grosso do Sul, Tereza Cristina, ao todo são 266 cabeças com origem duvidosa, que podem ter vindo do Paraguai.

Segundo ela, a apreensão ocorreu no início da semana durante uma fiscalização feita por agentes do Ministério da Agricultura, da Pecuária e do Abastecimento (Mapa) e da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro).

Tereza disse ao G1 que, após a constatação da irregularidade, veterinários examinaram os animais e não encontraram sintomas de febre aftosa, mas a falta de documentação justificaria o abate. Após o procedimento, a carne desses bovinos será vendida, de acordo com a secretária.

O valor obtido será encaminhado para uma conta judicial da Iagro. O dono do gado pode acionar a Justiça para receber o valor. Caso isso não aconteça, o dinheiro pode ser usado em ações da agência.

Vigilância

A fiscalização nas regiões que fazem fronteira com o Paraguai foi reforçada após o descobrimento de um foco de aftosa no país vizinho, confirmado no último dia 3 de janeiro. Tereza disse que foram montados 14 postos fixos e nove barreiras volantes nas áreas de fronteira. Em seis desses pontos, o trabalho de fiscalização, segundo ela, contam com a ajuda do Exército.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pfizer entrega mais 1,3 milhão de doses de vacina ao Brasil
CULTURA
Festival da Literatura Indígena terá palestras, oficinas e música
ECONOMIA
Crescem reclamações sobre cobranças indevidas de crédito consignado
POLÍCIA
PMA de Dourados prende e autua dois pescadores por pesca e transporte de pescado ilegal