Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021

Expectativa de ano melhor leva empreendedores ao Sebrae no MS

Maioria do público busca informações sobre a formalização como empreendedor individual

07 janeiro 2013 - 16h10
Divulgação (TP)

O Sebrae/MS retornou às atividades na última quinta-feira (3) e, desde então, somente na Capital, já atendeu 260 pessoas; destas, 85% em busca de informações para se formalizarem como empreendedores individuais.

Entre elas está Eunice Passos, que após mais de 20 anos de experiência no ramo de confecções decidiu se formalizar e instalar em breve a própria loja no centro da cidade. “Estou acreditando. Minha mãe está aposentada, também gosta de trabalhar com isso e pode me ajudar quando for preciso. Vai dar tudo certo”, diz confiante.

Para Daniel Dantas, que trabalha há sete anos com manutenção de computadores, a formalização é uma oportunidade de aumentar a clientela. “Novas portas se abrirão. Com o CNPJ poderei fazer um contrato de serviço e tirar nota fiscal. Espero aumentar em 30% meu faturamento”, afirma.

A visita à sede da entidade de apoio à micro e pequena empresa em Campo Grande serviu também para esclarecer as dúvidas do casal Aline e Diego Pilegi, que pretendem abrir uma academia de artes marciais. “Viemos entender detalhes sobre o empreendedor individual, mas soubemos que o certo é já começar como Micro Empresa”, explica Diego. Isto porque o negócio demanda um funcionário formado em Educação Física e somente profissões não regulamentadas se enquadram na lista de atividades do EI.

Números

Mato Grosso do Sul conta hoje com aproximadamente 43 mil empreendedores individuais (EIs); mais da metade atendendo em estabelecimento fixo. A maioria destes empresários (5.697) trabalha com o comércio varejista, no setor do vestuário. Em seguida estão os salões de beleza, administrados por 3.134 pessoas; os serviços de pedreiro (1.732); e os negócios do ramo de alimentação (1.454).

“Mais do que o aumento do número destes empresários, desejamos a permanência e evolução deles no mercado. É necessário que analisem a margem de lucro do negócio, se informem sobre as linhas de crédito especiais disponíveis e busquem qualificação para a melhoria da prestação de serviço”, destaca Cláudio Mendonça, diretor superintendente do Sebrae no MS.

Formalização

Para ser um empreendedor individual, é necessário que a pessoa fature até R$ 60 mil por ano e possua no máximo um empregado contratado que receba salário mínimo ou o piso da categoria. O interessado não deve ter participação em outra empresa como sócio ou titular.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA realiza fiscalização por terra e nos rios em prevenção à pesca predatória
GERAL
Número de mortos em operação no Jacarezinho sobe para 29
COSTA RICA
Trio é preso pela PM com tabletes de substância análoga a maconha
ESPORTE
Fundesporte e Assomasul debatem organização da 17ª Copa Assomasul