Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

Governo deve bancar Neymar no Santos

06 agosto 2011 - 12h25Por e-Band
Por tras de toda a valentia do Santos para peitar os poderosos e milionários clubes europeus que queriam contratar Neymar, havia o guarda-chuva do Governo Federal. Dias atrás o presidente Luiz Álvaro de Oliveira deu essa pista, dizendo que pediria essa ajuda.

Agora sabe-se que há propostas de có-patrocínios no Ministério dos Esportes, no Banco do Brasil e nos Correios.

Todos estão interessados em ter Neymar como garoto-propaganda. Se tudo der certo, o salário do craque vai chegar a R$ 1,5 milhão por mês, equivalente ao que o Real Madri estava oferecendo.

O único problema é o precedente que se abre. Agora, todos os clubes poderão se achar no direito de pedir socorro à presidente Dilma Rousseff quando as finanças estiverem apertadas. E já estão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIA DO CAMPO
Infraestrutura amplia competitividade do agro que registra números positivos mesmo na pandemia
ECONOMIA
Banco Central abre consultas para saques e trocos via Pix
SAÚDE
Campanha de vacinação contra gripe termina 1ª fase com 8% imunizados
MAUS-TRATOS
PMA de Bonito autua em R$ 2 mil homem de 24 anos que carregou e matou cachorro do irmão por vingança