Menu
Busca domingo, 20 de junho de 2021

Homem que contratou comparsa para botar fogo na esposa é preso

Homem que contratou comparsa para botar fogo na esposa é preso

21 maio 2012 - 15h00
Hora da Notícia


Juliano Clarismundo Silvino,38 anos é acusado de mandar Alexandre Dias Galvão da Silva, de 26 anos, atear fogo em sua esposa Cássia Cristina, de 19 anos, no dia 25 de abril, em Chapadão do Sul.

As provas indicavam Silvino como sendo o mandante do crime, ele foi preso na última sexta-feira (19), após a Justiça ter expedido um mandando de prisão em seu desfavor.

Os envolvidos participaram de uma reconstituição e segundo o delegado responsável pelas investigações, Alexandre receberia R$300 reais para jogar a gasolina no corpo da jovem e atear fogo.

De acordo com a polícia, seria uma forma de assustá-la, uma vez que o marido suspeitava que ela estivesse mantendo um relacionamento extraconjugal.

Cássia teve 80% do corpo queimado e morreu no último dia 05 de maio na Santa Casa de Campo Grande.

De acordo com o delegado, Alexandre também já havia tido um relacionamento com Cássia. Segundo ele, esse fato poder ter sido o motivo para ele ter ateado fogo na mulher.

Segundo ainda o delegado, Alexandre e Cássia se conheceram há cerca de três meses antes do crime, eles trabalharam juntos em uma lavoura de milho. O marido Juliano não sabia do relacionamento dos dois.

Alexandre declarou ao delegado que é usuário de drogas e por ter cooperado com o trabalho da polícia vai permanecer em liberdade para responder pelo crime.

Já o marido da jovem tentou atrapalhar e impedir as investigações, por isso vai permanecer preso na cadeia pública de Chapadão do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Brasil recebe lote de vacinas da Pfizer pelo consórcio Covax Facility
SAÚDE
Brasil registra 17,9 milhões de casos de covid-19 e 501,8 mil mortes
PONTA PORÃ
Durante atendimento de perturbação do sossego, Polícia Militar prende foragido da justiça
REGIÃO
Polícia Militar prende trio feminino por tráfico de drogas