quarta, 22 de maio de 2024

Indígenas vão a Brasília pedir programas de apoio na educação

Indígenas vão a Brasília pedir programas de apoio na educação

24 agosto 2011 - 10h32Por Assessoria
Uma comissão de acadêmicos indígenas participa, nos dias 22 e 23 de agosto, de reuniões no Ministério da Educação (MEC) e no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em Brasília.

Na oportunidade os acadêmicos entregam um documento com reivindicações elaborado no V Encontro de Acadêmicos Indígenas de MS, realizado no dia 15 de agosto. Eles pedem que se tenham mais pesquisadores indígenas, a elaboração de um programa de bolsas para indígenas, o lançamento de editais voltados para a ampliação e fortalecimento de ações de extensão durante os cursos e que apoiem jovens da educação básica para que, permanecendo na escola, ingressem nas universidades com uma pequena experiência em pesquisa.

Os acadêmicos solicitam um programa de acesso e permanência de indígenas na universidade, que garanta o auxílio financeiro para as despesas com transporte, estadia, alimentação, vestuário e material escolar e acadêmico, mas que vá além desse suporte econômico. Eles querem um programa que ofereça suporte acadêmico, como tutoria e orientação dos alunos por professores devidamente capacitados.

Os acadêmicos destacam o crescente número de indígenas nas universidades de Mato Grosso do Sul que, atualmente, chega à cerca de 700 estudantes. No entanto, a evasão revela a necessidade dos programas solicitados.

A comissão, que conta com apoio do projeto Rede de Saberes, é formada pelos acadêmicos Marcelo Ribeiro Coelho e Luiz Henrique Eloy, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Roselaine Miguel, da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Carolina Vicente, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

SES abre consulta pública para validação da Linha de Cuidado da Pessoa com Sobrepeso e Obesidade

TEMPO

Segunda-feira tem manhã mais fresca e tarde amena

MS

Semana de Combate ao Assédio e à Discriminação do TJMS inicia na próxima segunda (13)

GERAL

Pesquisadoras falam dos desafios de conciliar maternidade com estudos