Menu
Busca quarta, 04 de agosto de 2021

Interesse por UFC provoca "guerra" de emissoras por público

20 agosto 2011 - 16h22Por O Dia
Uma disputa fora do octógono esquenta o UFC Rio, que será realizado no próximo sábado, na HSBC Arena. Pela primeira vez na história, uma emissora de TV aberta transmitirá ao vivo o maior evento de MMA do planeta. Sobram também opções na TV fechada para os fãs das artes marciais não ficarem ligados na telinha até a última luta, entre Anderson Silva e Yushin Okami. A Rede TV! e o Combate travam uma disputa acirrada e mostram suas armas para atrair o público que não conseguiu comprar ingressos para o evento.

O MMA ainda enfrenta preconceitos, mas isso não intimidou a Rede TV!, que levou os direitos de transmissão do evento. A emissora aposta no esporte desde 2009, com o programa "UFC Sem Limites", que mostra grandes combates do passado e do presente aos sábados.

No ritmo da competição, a Rede TV! exibe ainda o programa esquenta "UFC Rio", também aos sábados, e confirmou que o lutador Vitor Belfort será comentarista da emissora durante o evento. "Foi uma vitória, e esperamos um retorno grande em números de audiência. Sabemos que é um esporte que vem crescendo muito e já atinge várias faixas etárias e classes sociais. O UFC é um fenômeno de público", afirma Sidnei Bortotto, diretor de esportes da emissora.

Do outro lado, está o Combate, um canal por assinatura 100% de lutas, criado em 2000, que tem a exclusividade de transmitir o card completo, com os 12 confrontos do Ultimate. A partir de segunda, haverá a exibição de programação diária e especial voltada para o evento e, sábado, a transmissão começa às 15h, com as emoções do "Countdown" e flashes ao vivo com os bastidores na HSBC Arena.

Além disso, o canal traz ao vivo as coletivas de imprensa do UFC. O SporTV também está na jogada e vai transmitir o card principal.

"Este evento é a nossa aposta. Estamos há 10 anos com este produto na mão e pelo menos em seis tivemos dificuldade e resistência. Mas graças a Deus está valendo a pena o investimento. Apesar de termos muitos bloqueios e rolar algum preconceito, o Combate já vê muitas perspectivas. Muita gente já sabe que o Brasil revela muitos 'Neymares' e 'Gansos' na luta", salienta Armando Augusto Nogueira, gerente de programação dos canais Premiere, da Globosat.


Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Butantan entrega mais 2 milhões de doses de CoronaVac ao PNI
EDUCAÇÃO
Fies: pré-selecionados têm até sexta-feira para complementar inscrição
DOURADOS
Polícia Civil fecha ponto de venda de entorpecente
CORONAVÍRUS
Covid-19: taxa de contágio tem leve queda, mas MS registra 20 mortes