Menu
Busca domingo, 01 de agosto de 2021

Justiça bloqueia lucro de show de Zezé Di Camargo e Luciano

07 setembro 2011 - 10h13Por Terra
O Ministério Público do Estado de Mato Grosso divulgou na terça-feira que a Justiça determinou o bloqueio do lucro obtido na venda dos ingressos do show da dupla Zezé Di Camargo e Luciano na V ExpoDiamantino. O evento foi realizado no domingo e, de acordo com o MPE, o valor de R$ 210 mil, usado na contratação do show, teria saído dos cofres públicos do município.

Segundo o MPE, as contas da empresa responsável pela contratação dos shows, a Maciel & Santana Ltda ME, deve ser bloqueada para assegurar a devolução do valor pago a dupla e o obtido na bilheteria.

De acordo com a promotora de Justiça Anne Karine Louzich Hugueney Wiegert, a V Expodiamantino foi realizada por iniciativa privada, mas o show da dupla sertaneja foi custeado com recursos públicos. Após tomar conhecimento do fato, o MP ingressou com ação cautelar com pedido de liminar na tentativa de impedir o pagamento e obter o bloqueio das contas.

"Após termos recebido denúncia anônima sobre a irregularidade, requisitamos informações ao prefeito e ele nos encaminhou nota de empenho, mas não nos esclareceu se o recurso já havia sido repassado integralmente à dupla. Diante disso, ingressamos com ação cautelar para tentar impedir eventual repasse e assegurar o bloqueio das contas", disse a promotora de Justiça.

Na ação, o MPE diz que os organizadores da V Expodiamantino receberam patrocínios para divulgação e arrecadaram com o aluguel dos espaços, cujos preços variaram de R$ 500,00 a R$ 7 mil. Isso sem contar com o dinheiro arrecadado com a venda de ingressos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Aneel: bandeira tarifária de agosto se manterá vermelha
BR-262
Homem morre ao ficar preso entre as ferragens após carro cair em valeta de rodovia no MS
POLÍCIA
Drone, drogas e celulares são apreendidos pelo DOF momentos antes de chegarem aos internos da PED
SAÚDE
Covid longa: pacientes 'recuperados' podem ter problemas de raciocínio e memória, aponta pesquisa