Menu
Busca quinta, 05 de agosto de 2021

Membro do Conselho de Segurança, Colômbia dialoga com Israel e palestinos

20 outubro 2011 - 00h45Por EFE
A ministra das Relações Exteriores da Colômbia, María Ángela Holguín, se reuniu ontem com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, enquanto o líder de seu país, Juan Manuel Santos, conversou por telefone com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

A chanceler da Colômbia - atualmente membro rotativo do Conselho de Segurança da ONU - chegou ao Oriente Médio na segunda-feira, em uma visita não anunciada, que seus anfitriões só ficaram sabendo com três dias de antecedência.

Porta-vozes oficiais de Israel disseram que a visita de Holguín faz parte dos contatos que a Colômbia mantém com as duas partes em relação ao pedido feito em setembro pela ANP para obter reconhecimento como Estado-membro da ONU.

'Conhecemos a postura (de oposição) da Colômbia nessa questão, mas se trata de um país importante, membro do Conselho de Segurança, e querem seguir as conversas com as duas partes', indicou à Agência Efe Boaz Rotkin, diretor do Departamento de América do Sul do Ministério de Exteriores de Israel.

Sobre a conversa telefônica do presidente colombiano com seu homólogo da ANP, não foram divulgados muitos detalhes. 'Santos ligou para Abbas e os dois líderes falaram das relações bilaterais e do processo de paz', informou a agência oficial de notícias palestina 'Wafa'.

Na condição de membro do Conselho de Segurança da ONU, a Colômbia é um dos Estados-chave para a futura votação do órgão sobre o pedido de reconhecimento da Palestina como Estado-membro da organização com plenos direitos.

Para ser aprovada, a solicitação requer nove votos favoráveis dos 15 membros que compõem o Conselho. A Colômbia parece fundamental para o resultado definitivo, pois ainda não manifestou uma posição oficial sobre como se pronunciará quanto à questão.

Caso a Palestina consiga os nove votos favoráveis, os Estados Unidos - um dos cinco membros permanentes do Conselho com direito a veto - se veriam obrigados a vetar a solicitação, como já anunciaram que pretendem fazer.

No último dia 11, o líder palestino fez uma visita a Bogotá para tentar convencer o presidente Juan Manuel Santos a dar seu apoio, mas o líder colombiano se manteve invariável em sua postura, alinhada com Israel e Estados Unidos, dois de seus aliados na cena internacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Policiais militares salvam vítima de sequestro resgatada de veículo em chamas
POLÍCIA
Delegacia da Polícia Civil de Miranda deflagra "Operação Magia Negra"
ORDEM DO DIA
Código para auxílio às vítimas de violência é aprovado em 2ª
SAÚDE
Butantan recebe matéria-prima para 8 milhões de doses de vacina