Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

Método eficaz deixa seu rosto lisinho. Conheça!

12 dezembro 2012 - 16h50
Daquidali



Agora, em vez de aplicar o acido hialurônico com seringa, para preencher sulcos e áreas faciais “murchas”, é possível introduzi-lo profundamente no rosto, próximo aos ossos, com uma cânula.

Assim, repõe-se o volume que vamos perdendo ao longo do tempo, com a retração dos músculos, ossos e colageno. A aplicação promove uma uma hidratação profunda, de dentro pra fora.

Hoje em vez de combater segmentos – como rugas, manchas ou flacidez –, identificamos a área do rosto que está sofrendo o processo de envelhecimento, se o terço superior, o médio ou o inferior, e tratamos todos os problemas juntos.

A cânula pode ser utilizada em uma ou em várias zonas ao mesmo tempo, se preciso. Neste caso, os resultados aparecem no vinco da testa, nas marcas ao lado dos lábios (conhecidas como bigode chinês), no contorno do rosto e até no pescoço, que ganha elasticidade quando o produto é aplicado no queixo e contorno da mandíbula.

Aos 35 anos, costumam aparecer os primeiros sinais. Então, quanto mais cedo se inicia o tratamento, melhor. Mas também há bons resultados em mulheres e homens mais velhos, com mais de 70 anos.

Com duração de dois anos ou mais, praticamente indolor, o procedimento exige apenas uma leve anestesia local para que seja feito um buraquinho na pele para a entrada da cânula.

Médica Dermatologista, especialista em Dermatologia Cosmiátrica e Laser, graduada e pós-graduada pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, membro das Academias Americana e Brasileira de Dermatologia, autora de diversas publicações científicas nacionais e internacionais, laureada com o prêmio “Who is Who”, autora do livro Beleza sem Cirurgia. www.prittes.com.br

Dra. Patrícia Rittes

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Deputados devem votar cinco propostas na Ordem do Dia desta terça-feira
TRÊS LAGOAS
PMA autua mulher por maus-tratos ao se mudar e deixar cinco cachorros e galinhas sem alimento
POLÍTICA
Governo destina R$ 5,5 bilhões para produção e aquisição de vacinas
TEMPO
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira