Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021

Título Interno

12 agosto 2011 - 17h41Por Fonte: Matéria
O Ministério Público recomendou que o Contru (Secretaria de Controle Urbano) da Prefeitura de São Paulo não conceda mais alvarás para a realização de shows musicais no Morumbi.

Os motivos alegados por Gilberto Garcia, promotor do meio ambiente do Ministério Público da Capital, são dois: o São Paulo descumpriu o acordo firmado de realizar evento depois das 22h e excedeu o limite sonoro para o horário.

O show em questão foi o da banda irlandesa U2, que realizou três apresentações no Morumbi que acabaram depois das 22h e excederam o limite sonoro para o horário, segundo o Ministério Público, que impôs a multa de R$ 1 mil por show.

“O São Paulo, ao alugar o estádio para a realização de shows depois das 22h, descumpriu o acordo homologado no Ministério. O clube reconheceu que violou e pagou todas as multas”, explicou o promotor ao UOL Esporte.

A reportagem entrou em contato com o Contru. A assessoria de imprensa explicou que o organismo optou por não fazer nenhuma manifestação sobre o assunto.

Se decidir por acatar a determinação do Ministério Público, as apresentações da banda Pearl Jam e do músico Eric Clapton ficarão ameaçadas de não acontecer, apesar de muitos desses ingressos já terem sido comercializados.

fonte:Uol

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTADO
Apesar da pandemia, MS terá o maior crescimento do PIB no país
DOURADOS
Ocorrências violência doméstica "evolui" e trio acaba preso por tráfico e furto pela PM
POLÍCIA
Polícia Militar apreende 61 kg de maconha em veículo furtado no estado de São Paulo
BRASIL
Vendas de automóveis têm queda de 8,4% em julho comparado a 2020