Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021

Título Interno

22 agosto 2011 - 09h32
Campograndenews


Nos últimos 8 anos, 14 estados brasileiros diminuíram a dependência em relação aos recursos federais, aumentando a arrecadação.

Na lista está Mato Grosso do Sul, o único da região Centro-Oeste entre os 5 de melhor desempenho.

Levantamento mostra que o Estado ganhou com o aumento do consumo e ganhos de eficiência desde o ano de 2003.

O resultado é que as transferências correntes, compostas em grande parte por verbas do governo federal, perderam peso na composição das receitas estaduais.

O governo do Acre é o primeiro em destaque de desempenho positivo, com receita de impostos 186% maior entre 2003 e 2010, em comparação aos 8 anos anteriores, segundo reportagem do jornal Estado de São Paulo.

Com a evolução, Mato Grosso do Sul saiu da lista dos que arrecadam menos com impostos próprios - principalmente ICMS e IPVA, em comparação com os que recebem em transferências.

Apesar de ser o último na relação dos que aumentaram a arrecadação de impostos estaduais, São Paulo ainda lidera o ranking da independência em relação ao governo federal - para cada real recebido como transferência, o governo local arrecadou mais de 8.

A arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) aumentou 9% (369 milhões) em Mato Grosso do Sul em 2010.

No ano passado, o recolhimento do imposto foi de R$ 4,3 bilhões, enquanto em 2009, o total chegou a R$ 3,9 bilhões.

O IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) também registrou acréscimo de R$ 22 milhões. Em 2009, o recolhimento do imposto somou R$ 187 milhões. Em 2010, foram R$ 199 milhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA de Aquidauana captura terceiro jacaré passeando pelas ruas da cidade neste ano
INTERNACIONAL
China quer trabalhar com o Brasil para promover parceria estratégica
FÁTIMA DO SUL
PMA fecha serralheria por emissão de sons acima do previsto em lei prejudicando a vizinhança
AÇÃO DE GOVERNO
Ritmo das obras intensifica no Estado, com mais de 80 trabalhos só na área urbana