Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021

PF faz megaoperação contra sonegação fiscal em 17 Estados e no DF

PF faz megaoperação contra sonegação fiscal em 17 Estados e no DF

17 agosto 2011 - 12h26Por Folha Online
A Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal deflagraram na quarta-feira a operação Alquimia, que investiga crimes de evasão de divisas, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e formação de quadrilha cometidos por empresas em 17 Estados brasileiros e no Distrito Federal.

Segundo os investigadores, as medidas judiciais decretadas poderão reaver ao patrimônio da União R$ 1 bilhão sonegados, a maior operação do gênero no país nos últimos anos.

A Justiça decretou 31 mandados de prisão temporária, 129 de busca e apreensão, 163 de condução coercitiva e 195 sequestros de bens contra pessoas jurídicas e 62 de pessoas físicas. Entre os bens que estão sendo apreendidos nesta manhã estão ilhas e lanchas.

Os principais alvos da operação estão em Minas Gerais, Bahia e São Paulo. Os outros Estados envolvidos são Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, Amazonas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí e Distrito Federal.

De acordo com a PF, o foco da investigação, que durou dez anos, são 300 empresas brasileiras e também as estrangeiras com sede em paraísos fiscais. Daquelas com atuação internacional, a maioria está sediada no paraíso fiscal das Ilhas Virgens Britânicas.

Há empresas em nome de laranjas e offshores. O esquema fraudulento consistia em forjar operações comerciais e financeiras para não recolher o imposto devido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Segunda etapa da vacinação contra influenza começa na próxima semana
CRIME AMBIENTAL
PMA de Bonito e Iagro autuam dono de chácara em R$ 2,6 mil por criação ilegal de javalis
SAÚDE
Pesquisa revela que 1,3 mil municípios ficaram sem segunda dose
Número representa 45% das prefeituras que responderam à sondagem
MS
Ex-marido acusado de feminicídio vai a júri popular