Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021

Prefeito é autuado pela Polícia Ambiental por jogar lixo em rodovia

Prefeito de Bonito é autuado pela Polícia Ambiental por jogar lixo em rodovia

07 janeiro 2013 - 14h20
Midiamax



O prefeito em exercício no município de Bonito – distante a 300 km de Campo Grande, Josmail Rodrigues (PTdoB) foi autuado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) por jogar lixo da limpeza dos bairros em rodovias. A PMA chegou até o local após denúncia de moradores da cidade.

Na manhã da última quinta-feira (3), a prefeitura teria mandado fazer a limpeza de alguns bairros, entre eles, a vila Machado, onde reside a moradora que pediu para não ser identificada.

“O pessoal da prefeitura foi catando o lixo e tudo quanto é tranqueira, pedaço de bicicleta, saco plástico, sofá velho e jogaram tudo na margem da rodovia, que dá acesso a gruta do lagoa azul e a gruta São Miguel”, contou.

Indignados, os moradores contam quer procuraram os vereadores João Ligeiro (PDT) e Osair Xavier (PSD) pedindo providências.

“Eu e a vereadora Osair recebemos a denúncia e fomos até o local verificar os fatos. Presenciamos dois caminhões da prefeitura descarregando lixo e de pronto acionamos a PMA. A informação que tivemos é que o assunto será encaminhado ao MPE (Ministério Público Estadual)”, informou o vereador João Ligeiro.

De acordo com os moradores o secretário de obras Luemir do Couto esteve no local, mas não falou o porque de determinar que o lixo fosse jogado ali. A reportagem entrou em contato com Luemir e a informação é de que o que foi jogado no local não era lixo.

“Lá tem uma cratera que é uma das coisas que a gente precisa corrigir. O que nós jogamos nessa cratera foi excesso de terra e grama, o restante do material foi encaminhado ao aterro sanitário. Por conta do incidente da PMA paramos os trabalhos, mas temos uma reunião agendada com o MPE. Isso tudo não passa de um mal entendido, eu garanto”, declarou Luemir.

A reportagem entrou em contato com a PMA, mas ainda não obteve resposta. Segundo pessoas que presenciaram a autuação, a multa aplicada a prefeitura seria de R$ 10 mil.

Essa não é a primeira vez que o prefeito em exercício figura envolvido em irregularidades. No ano passado a polícia indiciou Josmail por crime de furto de energia. A fraude teria sido feita dentro do reboco da parede da residencia dele. O inquérito foi relatado e está sob posse do MPE.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: país tem 15,5 milhões de casos acumulados e 434,7 mil mortes
TECNOLOGIA
Começa a valer hoje nova política de privacidade do WhatsApp
MEIO AMBIENTE
Polícia Militar Ambiental de Bonito captura seriema com perna quebrada
AGEPEN
Por intermédio da Agepen, primeira certidão de nascimento digital de preso indígena é emitida em MS