Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021

Rede social para encontros sexuais passa de 130 milhões de usuários

Rede social para encontros sexuais passa de 130 milhões de usuários

15 dezembro 2011 - 10h57Por Tech Tudo
O Badoo alcançou a marca da quarta rede social mais popular do mundo. Ao todo, são 130 milhões de usuários da plataforma criada para o sexo. Com possibilidade de logar no Badoo a partir da sua conta do Facebook, ou criar um perfil exclusivo na rede, o Badoo torna-se cada vez mais popular. São 125 mil novos usuários todos os dias e um universo de 51 milhões deles que desfrutam do serviço mensalmente. O Badoo é, hoje, um dos 65 sites mais visitados do planeta.

O Badoo funciona e cumpre sua premissa. Segundo uma pesquisa realizada com 85 mil britânicos, 30% deles afirmam ter conhecido alguém na rede para relações casuais. Como todo serviço do tipo, o Badoo também precisa se esquivar de diversas críticas sobre seus filtros de privacidade e garantias ao usuário. Por exemplo, na plataforma seu e-mail é divulgado e pode ser encontrado via buscas por padrão. É o tipo de coisa contraproducente numa rede voltada para o sexo, porque facilita que cônjuges encontrem seus parceiros atrás de relações extraconjugais no site.

A rede é gratuita e nesta modalidade oferece enorme variedade de recursos aos seus usuários. Mas aqueles que preferirem podem pagar uma assinatura que dá acesso a funcionalidades especiais. Em resultado desta prática mista, o Badoo dispensa o uso de publicidade. A rede se adapta ao perfil do usuário e a região de onde ele vem.

A experiência de uso de um homem na Europa é diferente da encontrada por um homem no Brasil. O mesmo vale para diferentes gêneros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUIA LOPES DA LAGUNA
PMA prendem e autuam infrator por pescar utilizando petrecho ilegal, onde a pesca é proibida
OUTUBRO ROSA
Com foco na prevenção, Conselho leva mulheres com deficiência para realizar exames
OPERAÇÃO PROLEPSE
PMA autua 128 infratores, aplica 33 milhões em multas e realiza orientação em 740 propriedades
POLÍTICA
Projeto destina 10% de vagas no Sine para mulher vítima de violência