Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021

Renais crônicos reclamam de falta de medicamentos em Dourados

Renais crônicos reclamam de falta de medicamentos em Dourados

27 setembro 2013 - 13h00
G1



Em Mato Grosso do Sul, mais de 400 pessoas aguardam na fila para realizar o transplante dos rins. Só em Dourados, 43 pessoas esperam na fila. Além de aguardar por um rim, muitos pacientes não estão conseguindo medicamentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a Associação dos Doentes Renais Crônicos e Transplantados de Dourados, 48 pacientes dependem dos medicamentos fornecidos pelo SUS. Segundo o presidente da entidade, José Feliciano, o remédio que está em falta é para evitar a rejeição depois do transplante, por isso os pacientes não podem suspender o tratamento.

A assessoria da Secretaria de Estado de Saúde informou que a falta do medicamento se deve ao atraso na entrega do fornecedor. A previsão é que os remédios estejam disponíveis até o dia 3 de outubro.

Em Dourados, 187 pacientes fazem hemodiálise e outros 50 viajam para outras cidades para fazer o tratamento, porque o município não consegue atender toda a demanda. Com a ampliação da Clínica do Rim, na cidade, cinco novas máquinas de hemodiálise devem ser instaladas.

O transplante de rim é realizado na Santa Casa em Campo Grande, e esteve suspenso por dois meses por falta de cumprimentos da exigências do Ministério da Saúde. As cirurgias foram retomadas em fevereiro deste ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORPO DE BOMBEIROS
Mais 100 bombeiros são enviados para combate aos incêndios no Pantanal
DEFESA DO CONSUMIDOR
Procon-MS divulga nova pesquisa de variação de preços dos produtos da Cesta Básica
POLÍTICA
Instalada comissão da Câmara que vai analisar PEC dos precatórios
SAÚDE
Governador volta a reforçar a importância de todos se vacinarem