Menu
Busca segunda, 02 de agosto de 2021

Subcomissão da Copa encontra problemas de mobilidade urbana e nos aeroportos de todas as cidades-sede

Subcomissão da Copa encontra problemas de mobilidade urbana e nos aeroportos de todas as cidades-sede

10 outubro 2011 - 15h40
Agência Brasil

A situação dos aeroportos é considerada crítica em todas as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Além disso, todas elas apresentam problemas de mobilidade urbana, com obras bastante atrasadas, de acordo com a Subcomissão Temporária Copa 2014, Olimpíada e Paraolimpíada 2016.

Os integrantes da comissão estiveram pela manhã na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) em um fórum, em que ouviram das autoridades locais um relato sobre a situação das obras de estrutura e mobilidade urbana, além de tirarem dúvidas. O Rio é a 11ª cidade visitada pela comissão. Belo Horizonte, Manaus e Fortaleza são as cidades mais preocupantes.

O deputado federal Romário (PSB-RJ), que coordena o fórum no Rio de Janeiro, disse que se não houver celeridade nas obras será inviável ter aeroportos aptos a receber o público, em 2014. “Nenhuma das cidades está dentro do prazo. O Brasil, lá atrás, tinha condições de fazer a melhor copa de todos os tempos. Infelizmente, talvez por problemas políticos, obras que ainda nem começaram já deveriam estar na metade, e a [população] está pagando por isso.”

Romário também criticou a posição de submissão do Brasil em relação à Federação Internacional de Futebol (Fifa), que rejeita a concessão da meia-entrada para os jogos de 2014. “Esta não será a copa do povo brasileiro. As classes A e B não terão problema, verão os jogos, mas as C, D e E, talvez não tenham a oportunidade de ver nenhum jogo, porque R$ 150 para quem ganha salário mínimo fica difícil. Se não mudarem essa mentalidade e colocarem a Fifa no seu lugar, a Copa do Mundo será do jeito que a Fifa quer e não do jeito que o Brasil tem que fazer.”

Romário declarou que os estatutos do Idoso e do Torcedor, além dos direitos dos estudantes precisam ser respeitados. Ele anunciou que criará uma emenda parlamentar a fim de garantir a gratuidade para deficientes físicos nos jogos da Copa de 2014.

Os deputados elogiaram o andamento das obras dos estádios, que estão, na maioria, dentro do prazo. As cidades de Curitiba e Natal apresentam mais atrasos, segundo o vice-presidente da comissão, o deputado federal Valadares Filho (PSB). “Brasília é a única cidade, segundo a comissão, que terá seu estádio concluído até 2013. E a ideia é que a comissão aponte os problemas, cobre e ajude a priorizar as ações.”

Na parte da tarde, a comissão visitará o Maracanã e o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim/Galeão. A última cidade a ser visitada pela comissão será São Paulo, no dia 24 de outubro. Uma nova comitiva será formada com o mesmo ciclo de visitas em 2012, para acompanhar o andamento das obras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INVESTIGAÇÃO EM SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
ECONOMIA
Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão
Esse é o montante pago em tributos federais, estaduais e municipais
EDUCAÇÃO
Volta às aulas: especialistas explicam em 10 pontos como fazer um retorno mais seguro
ESPORTES
Bronze olímpico nos 50 m livre coroa regularidade de Bruno Fratus