Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021

Técnica de estimulação cerebral pode melhorar tratamento do Parkinson

Técnica de estimulação cerebral pode melhorar tratamento do Parkinson

22 outubro 2011 - 08h20
EFE


Uma técnica de estimulação cerebral profunda conhecida como DBS proporcionou benefícios terapêuticos para transtornos motores como o Mal de Parkinson, segundo um estudo publicado na última edição da revista especializada "Neuron".

A DBS implica a implantação de um dispositivo médico que funciona como um "marca-passo cerebral", que envia impulsos elétricos a regiões específicas do cérebro. Segundo a pesquisa, esses impulsos alteram a atividade cerebral "de maneira controlada".

"Embora os princípios subjacentes não estejam totalmente claros, a DBS proporcionou significativos benefícios terapêuticos para os transtornos motores como o Mal de Parkinson e outros problemas, como a dor crônica e a depressão", dizem os autores do estudo.

Os pesquisadores destacam ainda que o uso da DBS em pacientes com Mal de Parkinson ajudou a aliviar os sintomas motores e a reduzir a atividade neuronal anormal.

"Nossa esperança é ver em um futuro próximo uma nova era das estratégias de estimulação cerebral profunda como a DBS", explicaram o médico Boris Rosin e o professor Hagai Bergman, da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Essas estratégias, segundo os especialistas, têm potencial não só para o tratamento do Parkinson, mas "talvez também para outros transtornos neurológicos com um claro padrão patológico da atividade cerebral".

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Vendas de automóveis têm queda de 8,4% em julho comparado a 2020
BRASILÂNDIA
Polícia Civil estoura entreposto de cigarros contrabandeados do Paraguai e prende casal
PROSSEGUIR
Riedel e Verruck explicam medidas para a retomada econômica e falam da geração de empregos
ECONOMIA
PEC dos precatórios prevê parcelamento de dívidas acima de R$ 66 mi