sexta, 23 de fevereiro de 2024

Terceiro homem é morto na fronteira com indícios de queima de arquivo

08 maio 2012 - 08h57Por Midiamax
Na tarde de ontem, 7, foi assassinado no lado Paraguaio da fronteira com o Brasil Lorenzo Espínola, de 52 anos, com tiros de pistola 9 mm. A informação é que dois homens chegaram numa moto e um deles efetuou os disparos.

O crime desta tarde tem quase as mesmas características de outros dois em Ponta Porã e pode ser queima de arquivo. O primeiro assassinato foi do jornalista Paulo Rocaro, em 12 de fevereiro deste ano. Depois, em 14 de abril passado foi morto com ao menos 15 tiros de 9mm o policial militar Paulo César dos Santos Magalhães.

Em todos os casos os criminosos usavam motocicletas para chegarem até as vítimas e o calibre da arma era 9mm.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO

Com 4,1 milhões de matrículas, Brasil avança na meta para creches

ECONOMIA

Arrecadação federal chega a R$ 280,63 bilhões em janeiro

GERAL

Governo regulamenta certificação de comunidades terapêuticas

ECONOMIA

Receita abre consulta a lote residual do Imposto de Renda