Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021

Tite cobra seriedade do Corinthians para não chorar depois

25 outubro 2011 - 16h00
Folha

Visando os próximos cinco jogos do Corinthians, que enfrentará os últimos colocados do Campeonato Brasileiro, o técnico Tite cobrou seriedade e fez uma verdadeira preleção aos jornalistas presentes, nesta terça-feira, na sala de coletivas do CT Joaquim Grava, na zona leste de São Paulo.

O técnico corintiano chegou a aumentar o tom de voz e interromper uma pergunta quando questionado se o time do Parque São Jorge terá mais facilidade do que seus adversários pelo título do Nacional.

"Ninguém aqui é mais babaca, ingênuo. Tem de respeitar o adversário, independente da posição da tabela em que a equipe está", bradou o treinador, que prolongou sua resposta ao tema, provavelmente já tentando blindar o elenco contra qualquer favoritismo diante do penúltimo colocado Avaí, que levou 65 gols e tem 29 pontos.

"Perdemos seis pontos contra o Atlético-GO, na temporada passada e três contra o Avaí. Tem de jogar muito no domingo, respeitar o adversário e ser efetivo. Caso contrário, [vai] ficar chorando mágoa depois."

Com 55 pontos, o Corinthians é o vice-líder do Campeonato Brasileiro, com dois pontos de desvantagem em relação ao Vasco. O time de Tite, porém, enfrentará os cinco últimos colocados do Nacional nas próximas cinco rodadas, enquanto os cariocas enfrentarão São Paulo, Santos, Botafogo, Palmeiras e Avaí.

Nas duas últimas rodadas, o time do Parque São Jorge enfrenta o Figueirense, fora de casa, e o Palmeiras, em casa. Já o Vasco tem dois clássicos, contra Fluminense e Flamengo, ambos com chances de título.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DE GOVERNO
Programa milionário para o esporte e investimentos para o setor elétrico ganham destaque
POLÍCIA
PMA de Batayporã autua jovem de 25 anos por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
SAÚDE
Trabalho remoto foi mais recorrente para quem tinha curso superior
REGIÃO
PMA captura tamanduá-bandeira refugiado dentro de depósito em sítio depois de ser acuado por cães